Del Potro elimina Ramos-Viñolas e joga oitavas do Aberto da França pela primeira vez desde 2012

Argentino foi paciente nas trocas de fundo para superar adversário por três sets a zero, parciais de 7/5, 6/4 e 6/1

#6 Juan Martín Del Potro
3 0
#36 Albert Ramos-Viñolas

O argentino Juan Martín Del Potro, atual número seis do ranking da ATP, derrotou, neste sábado (2), o espanhol Albert Ramos-Viñolas em jogo válido pela terceira rodada de Roland Garros. A vitória de Delpo foi conquistada em sets diretos, parciais de 7/5, 6/4 e 6/1, em 2h18 em quadra. Com o resultado, o argentino volta às oitavas de final do Aberto da França pela primeira vez desde 2012, quando ficou entre os oito melhores do torneio disputado em Paris.

Havia dúvidas se Del Potro conseguiria disputar o major parisiense. À volta com problemas físicos, o tenista argentino vinha de atuações apagadas nos Masters 1000 de Madrid e Roma. A primeira semana de competição na França foi suficiente, porém, para mostrar que a “Torre de Tandil” continua perigosa sobre o saibro.

Ainda que não tenha apresentado grande movimentação e velocidade de pernas, Delpo não fugiu dos ralis e foi paciente nas principais trocas de fundo de quadra. A superfície lenta minimizou o caráter decisivo do saque e do forehand do argentino, permitindo que Ramos, um especialista na superfície e número 36 do mundo, mantivesse a partida equilibrada nos dois primeiros sets: 7/5 e 6/4.

O espanhol correu muito na linha de base e buscou movimentar o oponente, mas pecou nos momentos decisivos das duas primeiras parciais, perdendo o saque nos games decisivos no fim das duas séries. Com dois sets abaixo, Ramos-Viñolas pareceu desanimar diante do nível alcançado pelo adversário, que disparou 12 bolas vencedoras no terceiro set, vencido por 6/1, e garantiu a classificação.

Del Potro terá como adversário na quarta rodada o norte-americano John Isner, número 10 do ranking, que eliminou o francês #87 Pierre Hugues Hebert por três sets a zero. Os dois tenistas já se encontraram no circuito 10 vezes, com pequena vantagem do argentino, que saiu vitorioso de quadra em seis dos jogos. No entanto, nenhuma das partidas foi disputada sobre o saibro, tornando o confronto ainda mais imprevisível.