Konta se vinga de Vekic e fará final em Nottingham pelo segundo ano seguido

Konta se vinga de Vekic e fará final em Nottingham pelo segundo ano seguido

Em jogo interrompido pela chuva e cheio de reclamações, foi a britânica quem prevaleceu: venceu pelas parciais de 6/2 6/3, vingou derrota na final do último ano e disputa título com Barty

anaracheel
Ana Carneiro

Johanna Konta e Donna Vekic jogaram neste sábado (16) aquela que foi a final do ano passado. A diferença é que, desta vez, foi a britânica quem triunfou. O drama certamente foi o jogador mais ativo nesta partida. A britânica venceu por 6/2 e 6/3, em 1h13 e garantiu-se na final do WTA de Nottingham, onde enfrentará Ashleigh Barty.

O primeiro set começou com uma Konta completamente dominante. Quebrou a croata logo de início e apressou-se em consolidar o próprio serviço. Já no primeiro game, a britânica demonstrou uma boa devolução e sabendo dosar bem sua agressividade.

Vekic, por sua vez, começou a parcial apagada. Cometeu muitos erros, não soube encaixar o primeiro serviço e viu-se em uma situação pouco confortável rapidamente. Chamou o coach quando a adversária ia servir para ao set, mas não mudou em nada a posição dentro de quadra e perdeu a parcial por 6/2 em meros 31 minutos.

Vekic despede-se de Nottingham depois de ser vingada pela britânica Johanna Konta (Foto: Matthew Stockman/Getty Images)
Atual campeã, Vekic despede-se de Nottingham com derrota nas semis (Foto: Matthew Stockman/Getty Images)

O drama começou aí. Vekic pediu por um MTO que foi um pouco mais demorado do que o normal, e nem precisou voltar para a quadra para o segundo set, pois a partida foi temporariamente suspensa por conta do mau tempo. As tenistas ficaram trancadas no vestiário por pouco mais de uma hora até serem liberadas para voltar à quadra.

No segundo set, Konta novamente voltou a ditar o ritmo do jogo. Quebrou novamente com facilidade e salvou break point no game seguinte. Vekic conseguiu quebrar em 3/2 e deixou tudo igual no marcador do segundo set.

O drama retomou no game de serviço de Vekic. O árbitro deu uma advertência para a croata por conta da raquete batendo no chão em um momento... infeliz. Donna ficou com break point e acabou por ser quebrada. No banco, indignada, reclamou com o árbitro “quando eu cometo um erro, eu pago por eles. Se você comete um erro, você deveria ter que pagar por eles também”.

A partir deste momento, gritos de “I love you, Konta”, “C’mon, Konta” passaram a ser ouvidos durante o restante da parcial. E como se não houvesse drama o bastante, Konta também reclamou do árbitro depois de receber uma chamada por serviço demorado: “Você acha que isso [a chamada] é racional? Isso não é racional”, além de ter reclamado do drama feito pela adversária no game anterior. Depois disso, Vekic desapareceu. Foi quebrada novamente e perdeu a parcial por 6/3 em 44 minutos.

Na entrevista depois do jogo, Konta afirmou estar feliz com o resultado, elogiou Vekic, disse que a chuva atrapalha, mas que faz parte do jogo e não poupou elogios a adversária do próximo round, Ashleigh Barty: “Ela é uma ótima tenista, e está jogando em sua superfície preferida. Ela sempre fala sobre isso, ela ama a grama”, ressaltou..

Konta terá o necessário para bater Barty e levar o título do Nature Valley Open, ou será vice na grama britânica de Nottingham pela segunda vez seguida? Você acompanha informações da final aqui, na VAVEL Brasil.

VAVEL Logo
CHAT