Wawrinka joga bem, surpreende Dimitrov e avança em Wimbledon

Suíço passa por estreia dificílima contra cabeça de chave número seis, e consegue sua primeira vitória contra um tenista top 10 na grama

Wawrinka joga bem, surpreende Dimitrov e avança em Wimbledon
Foto: Clive Brunskill/Getty Images
#6 Grigor Dimitrov
1 3
#224 Stan Wawrinka

Atualmente número 224 do mundo, o suíço Stan Wawrinka teve uma estreia complicadíssima em Wimbledon, terceiro Grand Slam da temporada. O ex-top 3 enfrentou nada mais nada menos do que o búlgaro #6 Grigor Dimitrov e venceu, de virada, por 3 sets a 1, parciais de 1/6, 7/6(3), 7/6(5) e 6/4, em 2h50 de partida.

Wawrinka, que desde a volta após a lesão no joelho ainda não havia conquistado uma vitória tão expressiva - nos três torneios disputados venceu apenas uma partida -, triunfou pela primeira vez contra um top 10 na grama sagrada do All England Club.

Ainda longe de sua forma física ideal, Wawrinka levou um passeio no primeiro set. Dimitrov atuou de forma perfeita e intensa, enquanto o suíço parecia não se encontrar dentro de quadra. Sem esboçar qualquer tipo de reação, foi facilmente batido. O búlgaro fechou a parcial em 6/1 e saiu na frente.

Na segunda parcial, o tenista da Suíça voltou com outra postura. Sacando muito bem e consistente do fundo da quadra, Wawrinka igualou o nível da partida, passando a exigir mais de Dimitrov. Chegou a abrir 4/2, mas após um game disputadíssimo viu o adversário devolver a quebra.

No décimo segundo game, Wawrinka teve dois set points no saque do búlgaro, mas não conseguiu aproveitá-los. A decisão foi para o tie break, onde o suíço contou com seus ótimos saques e erros bobos do adversário para sair vencedor, fechando em 7-3, e igualando o marcador com um 7/6.

Dimitrov começou avassalador no terceiro set, quebrando o saque do adversário e abrindo 4/1. O búlgaro chegou a ter um break point para fazer 5/1, salvo por Wawrinka com um belo winner. Com 5/3 no placar, o búlgaro sacou para o set, mas voltou a cometer erros bobos, que acabaram custando o serviço e a vantagem que ele tinha.

O suíço igualou tudo e novamente a decisão foi para o tie break. Foi então que o "vintage" Wawrinka apareceu. Vencendo por 6-5 no game de desempate, o suíço aplicou uma passada de backhand sensacional, fazendo 7/6 e virando a partida.

O quarto set foi marcado pelos tenistas fazendo valer seus ótimos saques e golpes, fechando a porta sempre que possível com aces ou winners do fundo da quadra. Especialmente o suíço, que parece ter reencontrado o alto nível de seu backhand. No décimo game, Wawrinka conseguiu a quebra que decidiu à partida. Dimitrov sacava para permanecer no jogo, mas ao errar uma bola relativamente tranquila na rede, viu o adversário chegar ao match point. O búlgaro subiu à rede, e Stan, com uma bela esquerda na cruzada, forçou o erro do adversário e fechou a partida. 

Na segunda rodada de Wimbledon, Wawrinka enfrentará o italiano #133 Thomas Fabbiano, que derrotou o indiano #85 Yuki Bhambri, também de virada, por 3 sets a 1, parciais de 2/6, 6/3, 6/3 e 6/2.