Depois de começo lento, Venus vira, vence Dulgheru e segue em Wimbledon

Cabeça de chave número nove, americana derrota de virada romena em três sets com parciais de 4/6, 6/0 e 6/1, em 2h02, para continuar sua caminhada rumo à terceira rodada em Londres

#9 Venus Williams
2 1
#141 Alexandra Dulgheru

Pentacampeã de Wimbledon, a #9 Venus Williams começou a partida logo perdendo seu game inicial de saque antes de encontrar seu melhor ritmo para vencer a qualifier romena Alexandra Dulgheru com parciais de 4/6, 6/0 e 6-1 nessa segunda rodada de quarta no piso londrino.

A americana de 38 anos teve que se aproveitar de sua maior bagagem para trazer o segundo set para o seu lado e vencê-lo para ir com uma boa vantagem mental para o  terceiro e decisivo set, garantindo até uma virada tranquila contra a romena Alexandra Dulgheru.

Preciso dar crédito para ela, ela jogou muito bem e se aproveitou da sua vantagem quando a teve em mãos. E isso é fundamental em um grande evento, como nos Majors”, falou Venus sobre a atuação da romena na partida desse quarta.

Nunca é fácil jogar com alguém que você nunca enfrentou, e estou certa e segura que ela me viu jogar muito, logo por isso ela estava tão competitiva e combativa na quadra hoje”, a amercana salientou.

Dulgheru, número 141 do mundo, mesmo perdendo de maneira rápida,lutou até o último ponto do set decisivo, ganhando seu serviço e tendo dois break points no segundo game, fazendo Venus salvar ambos com muita dificuldade e manter seu saque.

Perguntada sobre a melhoria da sua performance técnica no segundo set e se isso confirmava algumas dúvidas em seu preparo físico e se isso estava sendo melhorado, visto que ela busca seu sexto troféu no piso londrino, Venus foi categórica.

A questão é sempre apenas sobre as vitórias e o meu desenvolvimento nas partidas. Se estou jogando meu melhor tênis ou não, não importa. O que importa é o que se deve fazer para vencer aquele jogo", enfatizou.

Venus Williams vai enfrentar na próxima fase a #20 Kiki Bertens, que eliminou na segunda rodada a russa Anna Blinkova, com parciais de 6/4 e 6/0.