Goerges sofre contra estreante Lapko, mas consegue vaga na terceira rodada de Wimbledon

Alemã precisou de três sets para passar por bielorrussa de 19 anos, mas conseguiu avançar no torneio

Goerges sofre contra estreante Lapko, mas consegue vaga na terceira rodada de Wimbledon
Foto: BEN STANSALL/AFP/Getty Images
#13 Julia Goerges
2 1
#82 Vera Lapko

Pela primeira vez desde 2012, a #13 Julia Goerges atingiu a terceira rodada de Wimbledon. Para isso, precisou vencer, nesta quarta-feira (4), a jovem bielorrussa #82 Vera Lapko, 19 anos, que fez sua primeira participação em Slams, por três sets, com parciais de 6/2, 3/6 e 6/2 em 1h57 de partida. Foi a primeira partida entre as duas no circuito.

Os números mostram uma Goerges extremamente habilidosa na grama, cometendo pouquíssimos erros em meio a uma quantidade absurda de winners, mesmo no set que perdeu, em que fez sete erros não-forçados dentre 10 winners.

Sob o panorama geral, entretanto, a alemã conseguiu 45 winners e apenas 25 erros não-forçados, contra 14 bolas vencedoras e trágicos 27 erros não-forçados da bielorrussa. No serviço, Lapko também mostrou dificuldades: dois aces, 12 duplas faltas e apenas 55% de primeiro saque. Goerges, conhecida por ser uma das maiores sacadoras do circuito, fez nove aces, sete duplas faltas e teve, surpreendentemente, apenas 51% de acerto no primeiro serviço.

O primeiro set começou de forma estrondosa para a alemã, que, após perder o primeiro game de devolução, venceu cinco games seguidos e confirmou o seu saque, vencendo o set por um amplo 6/2. A distância técnica das duas também foi enorme, já que Goerges cometeu apenas cinco erros não-forçados contra 10 de sua adversária. Na disputa dos winners, a alemã conseguiu 12 a mais.

No set seguinte, o nível da alemã caiu um pouco. Somando-se com a evidente melhora nos golpes de fundo de Lapko, foi o suficiente para que ela pudesse tirar um set de Goerges. Quando quebrou o serviço da alemã, a bielorrussa ainda perdeu seu serviço, mas conseguiu quebrar novamente e sustentou seu saque para vencer o set por 6/3. Apesar disso, as taxas de primeiro saque foram baixas - Lapko conseguiu apenas 50% -, e seus erros ainda foram muito próximos de seus winners (oito contra seis), enquanto Goerges teve o mesmo problema: 10 winners e sete erros não-forçados.

Porém, um empecilho mental derrubou a jovem bielorrussa. Apesar de a alemã ter aumentado seus winners de dez para 18, também aumentou seus erros não-forçados de sete para 13. O que fez com que a top 10 vencesse o set e, consequentemente, o jogo, foi uma grande queda mental de Lapko, que, devido ao nervosismo, só conseguiu um winner nos oito games e onze erros não-forçados.

Além disso, seu primeiro saque também foi bastante fraco, deixando Goerges dominar nas devoluções, principalmente com os forehands, seu ponto forte. Assim, ao empatarem em 2/2, a alemã venceu os próximos quatro games, fechando o set em 6/2 e avançando à terceira rodada pela terceira vez na carreira.

Com o resultado, Julia Goerges terá uma adversária que tem jogo perigoso na grama: Lesia Tsurenko, da Ucrânia, ou Barbora Strycova, da República Tcheca. As duas se enfrentam nessa quinta-feira (5), e o jogo da terceira rodada será na sexta-feira (6). A alemã já enfrentou a ucraniana cinco vezes, inclusive perdendo na primeira rodada de Wimbledon de 2017, e já jogou contra a tcheca 11 vezes, sem partidas na grama. Em ambos os casos, Goerges perde no confronto direto por apenas uma derrota.