Com mais uma bela atuação, Federer passa por Mannarino e avança às quartas de Wimbledon

Suíço sobra em quadra mais uma vez, bate francês sem sustos e segue firme na busca pelo seu nono título na grama sagrada

Com mais uma bela atuação, Federer passa por Mannarino e avança às quartas de Wimbledon
Foto: Clive Manson / GettyImages
#2 Roger Federer
3 0
#26 Adrian Mannarino

O suíço #2 Roger Federer segue sobrando na grama sagrada de Wimbledon. Na manhã desta segunda-feira (9), o maior vencedor na grama inglesa bateu o francês #26 Adrian Mannarino por 3 sets a 0, parciais de 6/0, 7/5 e 6/4, em 1h45 de partida. 

Wimbledon 2018: confira a análise das oitavas de final da chave masculina

O primeiro set foi um passeio de Federer. Em apenas 16 minutos, o suíço aplicou um 'pneu' no adversário, que venceu apenas cinco pontos em toda a parcial. Outros números expressivos foram os de winners e de erros não-forçados. Foram 11 bolas vencedoras de Federer contra nenhuma do francês, e apenas um erro não-forçado do suíço contra seis de Mannarino. 

O cabeça de chave número um do torneio manteve seu alto nível de performance, mas viu o adversário voltar para o segundo set com uma postura diferente e mais ligado no jogo. Porém, o bom aproveitamento do suíço em seus games de saque seguia fazendo a diferença a seu favor. Com uma quebra decisiva, Federer fechou em 7/5 e abriu 2 a 0 na partida.

A terceira parcial foi muito parecida com a segunda, com Mannarino buscando fazer o suíço se movimentar e não ter facilidade para desferir seus golpes. Mesmo com o francês jogando um bom tênis, Federer seguia com seu estilo agressivo e sobrando em quadra. No nono game, conseguiu quebrar o saque de Mannarino. Servindo para o jogo, Federer teve mais um game impecável e, com um ace, fechou em 6/4 e selou a vitória. 

Em busca de seu nono título no All England Club, Federer enfrenta nas quartas de final o vencedor do duelo entre o sul-africano #8 Kevin Anderson e o francês #44 Gaël Monfils, que se enfrentam ainda nesta segunda-feira (9), conhecida como Manic Monday em Londres.