Serena Williams vence Rodina, alcança 18 vitórias seguidas em Wimbledon e está nas quartas

Americana segue sem perder no major desde 2014, quando perdeu para Cornet em três sets

Serena Williams vence Rodina, alcança 18 vitórias seguidas em Wimbledon e está nas quartas
Foto: Clive Mason/Getty Images
#181 Serena Williams
2 0
#120 Evgeniya Rodina

Serena Williams faz história a cada vez que pisa em quadra, e em Wimbledon, sua vitória foi especial. Nesta segunda (9), a estadunidense chegou a uma marca muito importante ao bater #120 Evgeniya Rodina por dois sets a zero, com parciais de 6/2 e 6/2m em 1h02 de partida pelas oitavas de final do major britânico.

Para Serena, há apenas o que comemorar: com o placar, ela completa exatas 100 partidas exatas em Wimbledon com 90% de vitórias. Nessa marca, ela fica apenas de Chris Evert (96 vitórias) e Martina Navratilova (120 vitórias). Além disso, a estadunidense chega às 18 vitórias consecutivas na grama do All England Club, em torneio no qual não perde desde 2014, e vence pelo menos um set em todas as partidas desde 2011. Será a 48ª partida da americana em quartas de final, sendo que ela possui 12 vitórias consecutivas, não perdendo desde 2013.

Na partida contra Rodina, aconteceu o que se esperava: uma Serena dominante e imbatível - ao menos, para o nível da russa. Foram 30 winners e 11 erros não-forçados, uma estatística absurda até aqui, melhor que todas as outras vencedoras das partidas de oitavas.

Enquanto isso, Rodina não teve chances contra o tênis ofensivo de Serena: foram cinco bolas vencedoras e 10 erros não-forçados. No serviço, mais domínio da ex-número um: 10 aces e três duplas faltas em apenas oito games de serviço, com 64% de primeiro serviço. Rodina ficou com apenas quatro duplas faltas, sem aces e com 56% de primeiro saque.

Em entrevista, Serena não se mostrou completamente satisfeita com a partida. "Eu sou perfeccionista, então sempre acho algo de errado. Foi um placar confortável, mas o jogo foi mais duro que isso. Ela [Rodina] bate bem na bola, e foi por isso que ela chegou até aqui" avaliou.

Além disso, a ex-número um também destacou o fato de ser a primeira partida entre duas mães na história dos Slams. "É legal. Eu não sei o quão isso é frequente, ou se já aconteceu. É bom que você possa ser uma mãe, jogar tênis e estar nas quartas-de-final de Wimbledon", admitiu.

Com o resultado, a americana terá uma adversária com um tênis tão ofensivo como o dela: a italiana #52 Camila Giorgi. Ela bateu, em dois sets, a russa Ekaterina Makarova, avançando, pela primeira vez, às quartas de um Slam. As duas já se enfrentaram três vezes, com 100% de aproveitamento para Serena, sendo duas partidas no saibro e uma na quadra dura.