Ostapenko bate Cibulkova em dois sets e avança às semis de Wimbledon

Após cair nas quartas de final em Wimbledon em 2017, Jelena Ostapenko quebra sua marca pessoal e chega à penúltima rodada do Slam pela primeira vez. Para isso, ela venceu a #33 Dominika Cibulkova, nesta terça-feira (10), por dois sets a zero, com parciais de 7/5 e 6/4, em 1h23 de partida.

Assim, Ostapenko volta a possuir retrospecto positivos em quartas de final de major, uma vez que havia perdido uma partida para Venus Williams, em Wimbledon (2017) e vencido uma contra Caroline Wozniacki (2017). A letã chega a sua 12ª semifinal na carreira, em que possui seis vitórias e cinco derrotas, aproximando-se, também, das 200 partidas. Até o momento, são 179, com 60% de vitórias.

Foi a terceira partida entre Ostapenko e Cibulkova no circuito profissional, em que todas haviam sido vencidas pela eslovaca, incluindo uma na grama, em 2016. Desta vez, os números foram favoráveis à letã: foram 33 winners contra apenas seis da eslovaca, e 28 erros não-forçados de Ostapenko contra 13 da rival.

Além disso, Ostapenko também marcou cinco aces contra um de Cibulkova e quatro duplas faltas, enquanto sua adversária teve cinco. No entanto, ambas tiveram porcentagens baixas de primeiro saque: 58% da eslovaca contra 54% da letã.

Em entrevista, Jelena Ostapenko se mostrou bastante relaxada, distribuindo sorrisos durante as perguntas e respostas. Inicialmente, ela comentou seu início ruim na partida, afirmando que foi jogar numa quadra maior foi diferente, e só conseguiu se adaptar na metade do primeiro set. Ela também foi perguntada sobre a sua parte mental, pois tinha acabado de sofrer com a pressão em Roland Garros. Em resposta, ela comentou que estava bem mais confiante e relaxada, pois conseguia aproveitar melhor o seu jogo.

Além disso, os jornalistas perguntaram a ela sobre a prática de dança que a tenista mantém. Ela disse que, quando pode, dança algumas vezes por semana, e isso ajuda bastante na movimentação em quadra. Quando o entrevistador perguntou a ela qual o gênero favorito de Jelena, ela respondeu uma dança favorita dos brasileiros: samba. Também comentou sobre a relação com os fãs, comentando que tentava se manter o mais próxima possível, falando, inclusive, que o público tira fotos das expressões faciais que ela faz em quadra.

Por fim, a letã comentou um pouco sobre a Copa do Mundo, pois um membro de sua staff costumava jogar futebol num time da Ucrânia. Ela disse que não acompanhava muito o esporte, mas estava acompanhando o torneio em andamento, lembrando que a Letônia, seu país de origem, não estava na disputa, e estava torcendo para Portugal e Espanha, mas ambos os times já estavam fora, e que, no momento, estava apoiando a Inglaterra.

Após a vitória, Jelena Ostapenko irá enfrentar a #10 Angelique Kerber, alemã que já venceu dois Slams na carreira e também tem uma final em Wimbledon. Ela venceu a russa #14 Daria Kasatkina nas quartas por dois sets a zero. Apesar de as duas estarem inclusas na elite do tênis mundial, elas nunca se enfrentaram.

VAVEL Logo