Goerges sobrevive à Bertens e avança às semifinais de Wimbledon pela primeira vez

Alemã ficou a apenas dois games de ser eliminada, mas conseguiu controlar os nervos e vencer partida de virada

Goerges sobrevive à Bertens e avança às semifinais de Wimbledon pela primeira vez
Foto: Matthew Stockman/Getty Images
#13 Julia Goerges
2 1
#20 Kiki Bertens

Julia Goerges, pela primeira vez em sua vida, experimentou o gosto de avançar às quartas de um Slam. E, desde então, não consegue mais parar de vencer. Nesta terça (10), a alemã venceu a #20 Kiki Bertens, por dois sets a um, com parciais de 3/6, 7/5 e 6/1, em 1h58 de partida pelas quartas de final em Wimbledon.

Foi a décima partida da Goerges em Slams nessa temporada, tendo oito vitórias e duas derrotas. Apesar disso, ela não havia vencido nenhuma tenista integrante do top 20 antes da partida desta terça-feira (10).

Na partida, a alemã conseguiu se impôr através de seu tênis bastante efetivo na grama: foram 36 winners e 21 erros não-forçados. Do outro lado da quadra, uma holandesa bastante nervosa, que conseguiu fazer dois bons sets, mas acabou reduzindo drasticamente o seu nível no set final, cometendo 27 erros não-forçados em meio a 19 winners. No serviço, ambas apresentaram um nível bem menor do que realmente podem: Goerges, uma das maiores referências do circuito no que se refere ao saque, teve apenas 49% de primeiro serviço e três aces. Bertens teve 59% de primeiro saque.

Em entrevista, Goerges iniciou dizendo que não tinha palavras para descrever o sentimento, pois era um grande sonho chegar neste ponto. Disse, também, que foi uma partida muito dura do início ao fim e que talvez poderia ter vencido em dois sets, mas perdeu o primeiro pois não aproveitou as chances que teve. Entretanto, a entrevista teve um foco bastante diferente.

Como esta edição de Wimbledon tem sido a exibição de uma mudança radical na carreira da alemã, os jornalistas focaram no que ela fez para que isso acontecesse. "Para este ano, a mudança foi muito mais em como eu observava a grama. Eu tive que aprender como lidar com os rallies e como eu queria que o ponto acontecesse, em vez de tentar acabar com eles rapidamente", contou.

Com a vitória, ela enfrentará uma das maiores vencedoras de Wimbledon de toda a história: Serena Williams, que já levantou a taça em Londres sete vezes na carreira, sendo a segunda maior campeã. A americana chegou às semis depois de virar um jogo complicadíssimo contra a italiana Camila Giorgi. No confronto direto, as duas já jogaram duas vezes, com duas vitórias de Williams, mas sem nenhum duelo na grama.