Semifinal de Wimbledon entre Nadal e Djokovic é paralisada por 'toque de recolher' em Londres

Semifinal de Wimbledon entre Nadal e Djokovic é paralisada por 'toque de recolher' em Londres

Devido à lei local, o jogo foi paralisado após o sérvio vencer o terceiro set e abrir 2 a 1 no duelo; partida demorou a começar por conta das quase sete horas de confronto entre Isner e Anderson

CaioCarvalho97
Caio Carvalho

Após a grande batalha de 6h36 entre Kevin Anderson e John Isner na primeira semifinal de Wimbledon, Rafael Nadal e Novak Djokovic entraram em quadra para definir o segundo finalista do torneio. Já era noite em Londres quando os tenistas iniciaram a partida, e a probabilidade de que a mesma só terminasse no dia seguinte era grande. E é o que vai acontecer. Devido à uma lei da prefeitura londrina, que determina que nenhum evento esportivo termine depois das 23h, o confronto foi paralisado com o sérvio vencendo por 2 sets a 1, parciais de 6/4, 3/6 e 7/6(9), com 2h54 de jogo já realizado. 

A continuação se dará na manhã deste sábado (14), às 9h (de Brasília), antecedendo à final feminina entre Serena Williams e Angelique Kerber, com as mesmas condições de jogo sendo reproduzidas - quadra central e teto fechado -, a não ser que ambos os tenistas concordem em que o jogo prossiga com as condições naturais do local. 

O jogo até aqui

Um duelo que já tinha tudo para ser sensacional, se tornou ainda mais esperado após a grande batalha da primeira semifinal. Com o teto retrátil fechado, as condições se tornaram mais rápidas, favorecendo o estilo de jogo de Djokovic. O sérvio entrou em quadra com um ótimo volume de jogo, confirmando seus serviços com tranquilidade e incomodando Nadal em seus games de saque. 'Nole' conseguiu quebrar o espanhol e abriu 5/3. O espanhol confirmou seu serviço no game seguinte e jogou a pressão para o sérvio. Com ótimos saques e sem ceder um ponto sequer enquanto sacava para o jogo, Nole fechou o primeiro set em 6/4. 

A partir daí, o que se viu foi uma mudança de postura do espanhol em quadra. Muito mais intenso e agressivo, Nadal iniciou o segundo set indo pra cima do sérvio e fazendo a bola andar. Trocando break points a todo momento, os tenistas proporcionavam um belo espetáculo para o público da quadra central do All England Club. Nadal quebrou o serviço de Djokovic no quarto game, mas viu Nole devolver a quebra logo no game seguinte, com direito a um belo lob.

Porém, o 'Toro Miúra' não se abateu e seguiu firme no jogo. Com belos winners, quebrou novamente o saque do sérvio e confirmou seu serviço, abrindo 5/2. Djokovic confirmou seu saque tranquilamente e ameaçou o espanhol no game seguinte, onde teve dois break points. Mas Nadal seguiu focado e desferindo belos golpes, fechando a parcial em 6/3 e empatando a partida.

O terceiro set foi uma aula de tênis. Com belas trocas de bola, winners e passadas, os tenistas protagonizaram uma 'mini maratona'. Sem ceder uma chance sequer de quebra, ambos confirmaram seus serviços e foram decidir a parcial no tie break.

Djokovic começou com uma dupla falta, mas logo reagiu e manteve o equilíbrio no momento decisivo. Nadal, que chegou a ter três set points consecutivos, não conseguia manter o ótimo volume de jogo nas horas decisivas, e o sérvio conseguiu sair do buraco. A partida já começava a ultrapassar o horário limite e, após um pontaço, o sérvio chegou ao seu primeiro set point. O tricampeão de Wimbledon aproveitou a chance de ouro e fechou em 7/6, com 11-9 no disputadíssimo tie break

VAVEL Logo

Tênis Notícias

há 19 dias
há 20 dias
há 20 dias
há 25 dias
há 25 dias
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês