Del Potro bate Dzumhur e avança à final do ATP 250 de Los Cabos

Argentino passou por bósnio e poderá chegar a melhor ranking da carreira com o título no México

Del Potro bate Dzumhur e avança à final do ATP 250 de Los Cabos
Foto: Divulgação/Abierto de Los Cabos
#4 Juan Martin del Potro
2 0
#24 Damir Dzumhur

Após atropelar Egor Gerasimov nas quartas, Juan Martín del Potro precisou de mais esforço para avançar no México. Neste sábado (4), o argentino eliminou o #22 Damir Dzumhur, da Bósnia, por dois sets a zero, com parciais de 6/3 e 7/6(6) em 1h40 de partida do ATP 250 de Los Cabos.

É a quarta vez que del Potro avança a uma final nesta temporada, a primeira desde março, em Indian Wells. Todas as finais foram na quadra dura, e ele possui duas vitórias. Na carreira, será a 33° final para ele, valendo seu 23° título.

Na partida, o argentino conseguiu dominar Dzumhur no primeiro set, vencendo 78% dos pontos disputados em seu serviço e 50% dos disputados no serviço do bósnio, ainda permitindo que este quebrasse o seu serviço uma única vez.

Na segunda parcial, del Potro manteve o jogo sob controle até o momento em que serviu para a partida, em 5/4. A partir daí, ele teve diversos problemas com o seu jogo, reduzindo o nível de seu serviço e cometendo erros desnecessários. Assim, ele perdeu o saque, e, no 5/5, errou uma devolução tranquila no break point.

Quando o jogo encaminhou-se ao tie break, del Potro conseguiu um mini break importante no primeiro ponto, mantendo-o até o *5-4, quando errou um voleio tranquilo em seu serviço, seguido de uma dupla falta, que gerou um set point à Dzumhur em seu próprio serviço.

No saque do bósnio, o argentino conseguiu uma passada de backhand na paralela extraordinária, empatando o tie break. No match point para o cabeça de chave número um, a devolução saiu curta, e del Potro marcou um winner de forehand para fechar a partida.

Com o resultado, a partida seguinte terá uma importância especial para Juan Martin del Potro: caso consiga o título do Abierto Tenis Mifel, Alexander Zverev precisará do título em Washington para que o argentino não consiga o melhor ranking de sua carreira. Para isso, ele precisará vencer Fabio Fognini, contra quem só jogou uma vez, triunfando em três sets.