Mais uma vez no sufoco, Dimitrov bate Tiafoe e segue vivo em Toronto
Foto: Divulgação / Rogers Cup

Mais uma vez no sufoco, Dimitrov bate Tiafoe e segue vivo em Toronto

Búlgaro voltou a sofrer e precisou de dois tie breaks para vencer o jovem norte-americano

CaioCarvalho97
Caio Carvalho

O búlgaro #5 Grigor Dimitrov venceu mais uma batalha no Masters 1000 de Toronto. Após 2h26 de partida, o cabeça de chave número cinco do torneio bateu o norte-americano #41 Frances Tiafoe em sets diretos, parciais de 7/6(1), 3/6 e 7/6(4). 

O jogo foi disputado a todo momento. Dimitrov teve três chances de quebrar o serviço do adversário logo no segundo game, mas não conseguiu aproveitá-las. No quinto game, pagou o preço. Com um erro não-forçado na rede, teve seu serviço quebrado. Entretanto, o búlgaro correu atrás do prejuízo e devolveu a quebra logo no game seguinte. A parcial foi decidida no tie break, onde Dimitrov sobrou desde o início e, sem problemas, fechou em 7/6(1).

A segunda parcial manteve-se equilibrada até o sexto game, quando o búlgaro cometeu uma dupla-falta e teve seu serviço quebrado. Tiafoe abriu 5/2 e administrou a vantagem a partir daí. Sólido e impondo seu ritmo de jogo, fechou em 6/3 e igualou o placar. 

Aproveitando-se das oscilações de Dimitrov, o norte-americano conseguiu uma quebra de saque logo de cara e abriu 2/0 no terceiro set. Porém, perdeu seu serviço no quarto game e viu o búlgaro empatar o confronto. Os tenistas fizeram valer seus saques e levaram a parcial mais uma vez para o tie break. Dimitrov saiu atrás mais uma vez, mas lutou muito e elevou o nível na hora que precisou. Fechando muito bem a rede e contando com um erro bobo de Tiafoe, selou a vitória por 7/6(5) e avançou às quartas de final. 

Na próxima fase da Rogers Cup, o búlgaro irá enfrentar o sul-africano #6 Kevin Anderson, que bateu o qualifier #125 Ilya Ivashka por 2 sets a 0, parciais de 7/5 e 6/3.

VAVEL Logo

Tênis Notícias

há 22 dias
há 23 dias
há 23 dias
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês