Apesar de frustração pelo vice em Montreal, Stephens exalta Halep: "Me faz uma jogadora melhor"
Foto: Divulgação/WTA

Apesar de frustração pelo vice em Montreal, Stephens exalta Halep: "Me faz uma jogadora melhor"

Em segundo encontro das duas em decisões neste ano, romena prevaleceu outra vez, conquistando o Premier 5 do Canadá; estadunidense destacou alto nível de competição da decisão em Montreal

bruno-da-silva
Bruno da Silva

Atual campeã do US Open e número três do mundo, Sloane Stephens continua vivendo o melhor ano de sua carreira. Em sua terceira final do ano, acabou perdendo a segunda para a #1 Simona Halep, ficando com o vice do Premier 5 do Canadá - o mesmo aconteceu na decisão de Roland Garros, em junho. O confronto direto entre as tenistas agora está pendendo ainda mais para o lado da romena: sete a dois.

Em final emocionante, Halep supera Stephens e conquista segundo título em Montreal

Apesar de emocionada e decepcionada pelo resultado, em um apertado placar - 2 sets a 1, parciais de 7/6(6), 3/6 e 6/4 -, a estadunidense se mostrou humilde e exaltou o alto nível da decisão em Montreal.

"Apesar de que eu perdi hoje, eu literalmente deixei tudo na quadra. Obviamente, eu estou triste porque perdi, mas perder para a #1 não é tão ruim. Sempre que eu jogo contra ela (Halep), ela me faz ser uma melhor jogadora, me faz subir de nível. Algumas vezes você terá seu bumbum chutado, e isso é ok", destacou, com senso de humor.

Um ano atrás, Stephens chegou ao Canadá como #934 do ranking, depois de ficar fora das quadras por lesão. Foi às semifinais da Coupe Rogers, em Cincinnati na sequência, e, três semanas depois, venceu o US Open. Isso tudo faz com que a estadunidense se mostrasse satisfeita com a performance deste ano em Montreal.

"Eu acho que joguei bem. Eu acho que ela jogou bem. Em uma final, você espera por jogos assim, super competitivos, com muita energia. Acho que eu melhorei hoje. Eu estou melhor que na última final que joguei. Sim, é desapontador, mas eu acho que isso vai me ajudar a seguir em frente, me preparar para Cincinnati e para o US Open. Eu tenho que entender a importância de tudo isso, perceber que fiz um bom trabalho esta semana, e que eu posso estar orgulhosa de mim por isso", ressaltou, positiva.

Stephens volta a quadra nesta semana no Premier 5 de Cincinnati, e estreia apenas na segunda rodada, contra a vencedora do confronto entre as qualifiers #85 Tatjana Maria e #175 Allie Kiick.

VAVEL Logo

Tênis Notícias

há 18 horas
há 20 horas
há 20 horas
há 20 horas
há um dia
há um dia
há um dia
há um dia
há 2 dias
há 2 dias
há 2 dias