Do qualifying para a glória: Medvedev derrota Nishikori e é campeão em Tóquio
Foto: Divulgação/Rakuten Open

Do qualifying para a glória: Medvedev derrota Nishikori e é campeão em Tóquio

Iniciando sua campanha como cabeça de chave número um da qualificação, russo termina com primeiro troféu de ATP 500 ao derrubar o favorito da casa

henrique
Gabriel Matos

O sonho do #12 Kei Nishikori de conquistar o terceiro título em seu país ficará para 2019. Na madrugada deste domingo (7), o #32 Daniil Medvedev venceu o japonês em sets diretos, com parciais de 6/2 e 6/4, em 1h03 de partida, pelo ATP 500 de Tóquio para capturar seu primeiro título nesta categoria.

Rakuten Open é o segundo título do russo na carreira, ambos em 2018, ambas em quadra dura e ambas em que o russo entra na chave principal como qualifier. No começo do ano, em Brisbane, ele saiu da qualificação, bateu dois cabeças de chave e consagrou-se campeão do torneio. Com o título em Tóquio, é a oitava vez na temporada que um qualifier conquista um título a nível ATP, marca que correspondia às cinco temporadas entre 2012 e 2018. Além disso, Medvedev é o terceiro jogador desde 2004 a vencer dois títulos como qualifier, juntando-se a Mahut e Klizan.

Em entrevista, Nishikori comentou sua progressão nos últimos meses. "Foram dois ótimos meses. Após o US Open, acho que tenho jogado bem. Talvez não hoje, mas fico feliz de ter estado na final, especialmente no Japão. Tenho de jogar no mesmo nível em Shanghai", comentou o japonês, que afirmou que a causa da derrota foi devido ao nível de Medvedev. "Ele está sacando muito bem. Não tive chances no primeiro saque, nem no segundo. Estava colocando bons golpes retos e o saque foi ótimo. Muito difícil jogar contra ele dessa forma".

A declaração de Nishikori pôde ser percebida pelos números finais da partida, notavelmente favoráveis ao russo. Durante o confronto, Medvedev perdeu apenas cinco pontos em seu serviço (38/43), dois deles no primeiro saque, salvando um break point ainda e marcando oito aces. Nishikori até serviu bem, mas não conseguiu impôr seu jogo no segundo saque, vencendo apenas 29% dos pontos jogados com ele.

No ranking, Daniil Medvedev terá boas razões para comemorar, pois, além de atingir sua melhor marca na carreira, #22, ele será o número um de seu país, ultrapassando Karen Khachanov e abrindo mais de 100 pontos de distância. Nishikori se manterá como #12 da ATP, aproximando-se cada vez mais do top 10.

Na próxima semana, em Shanghai, ambos disputarão o torneio. Medvedev enfrenta um o wildcard #216 Zhang Ze - e possivelmente Federer na sequência -, enquanto Nishikori estreará apenas na segunda rodada contra um de outros dois convidados da China.

VAVEL Logo