Kasatkina bate Jabeur e leva título do Premier de Moscou
Foto: WTA/Divulgação

Kasatkina bate Jabeur e leva título do Premier de Moscou

Anfitriã virou jogo contra a surpresa tunisiana, fechando com parciais de 2/6, 7/6 (3) e 6/4 e conquistando seu segundo título de WTA na carreira

mateus-dos-anjos
Mateus Dos Anjos

Pelo WTA Premier de Moscou, festa local pela vitória de # 14 Daria Kasatkina, que venceu a qualifier tunisiana #101 Ons Jabeur. A russa fechou a partida em sets 2 a 1, de virada, com parciais de 2/6, 7/6 (3) e 6/4, em 2h05 de jogo na decisão da Kremlin Cup​.

No primeiro set, total domínio de Jabeur, apesar de ter sido quebrada pela adversária logo no primeiro game. Após isso, Kasatkina não encontrou seu jogo, possibilitando que a tunisiana vencesse seis dos sete games seguintes e pudesse fechar o set com autoridade em 6/2.

No segundo set, o domínio de Jabeur continuou até o quinto game. Apesar de ter sido quebrada, novamente, no primeiro game, a tunisiana abriu 4/1, mas não conseguiu segurar a boa vantagem, sendo quebrada no sétimo e 11º games, dando a chance de Kasatkina sacar para o set. Com a vitória do set nas mãos, a russa sacou para fechar, mas foi quebrada de novo, dando nova emoção ao jogo e forçando a definição no tie break. Mostrando força e determinação, a dona da casa conseguiu venceu por 7/6(3).

A definição do jogo foi para o set desempate. Repetindo os dois primeiros sets e o que vem ocorrendo sempre nos jogos de Kasatkina, o set teve muitas quebras de serviços. Melhor para a jovem de 21 anos que conseguiu impor seu ritmo e fechar o set em 6/4 e o jogo em 2 sets a 1, sendo campeã do torneio.

Com o título, Dasha conquista seu segundo troféu de nível WTA, após conquistar Charleston, em 2017 e o primeiro de 2018, após ser vice-campeã nos WTAs Premier de Dubai, nos Emirados Árabes, quando perdeu para a ucraniana Elina Svitolina, e em Indian Wells, onde foi derrotada pela japonesa Naomi Osaka. Além disso, Kasatkina sobe ao 12º lugar do ranking mundial e pode chegar ao top 10, dependendo do resultado do WTA Elite Trophy, tendo esperança de participação no WTA Finals, que começa no próximo domingo, já que ultrapassou Aryna Sabalenka e agora é a primeira reserva do torneio.

A jovem jogadora também é a sexta russa a vencer o torneio de Moscou, juntando-se ao time composto por Anastasia Myskina (2003/2004), Anna Chakvetadze (2006), Elena Dementieva (2007), Anastasia Pavlyuchenkova (2014) e Svetlana Kuznetsova (2015/2016).

Por sua vez, Ons Jabeur perdeu a oportunidade de fazer história. Além da possibilidade de conquistar o seu primeiro troféu WTA, a tunisiana seria a primeira do seu país a conquistar um título deste nível e também seria a primeira árabe e muçulmana a realizar o feito. Mesmo assim, a jogadora de 24 anos alcança seu melhor ranking na carreira, entrando no top 70. 

VAVEL Logo