Impecável, Khachanov bate Djokovic e conquista maior título da carreira em Paris 
Foto: Divulgação / ATP 

O russo #18 Karen Khachanov encerrou com chave de ouro a grande temporada que fez este ano. Neste domingo (04), o jovem tenista bateu o sérvio #2 Novak Djokovic e conquistou o título do Masters 1000 de Paris, erguendo o primeiro troféu da série na carreira. Em uma partida impecável, a vitória veio em sets diretos, parciais de 7/5 e 6/4, em 1h37 de duelo. 

Com o resultado, Khachanov subirá sete posições na próxima atualização do ranking, nesta segunda-feira (5), aparecendo agora em 11º lugar. Nole, por sua vez, voltará a ser número um do mundo, já que não defendia pontos em Paris. O sérvio ainda pode aumentar a folga na liderança, já que não disputou o ATP Finals em 2017. 

Em um começo de jogo animador, Djokovic quebrou o saque do russo e passou a liderar o marcador. Vencendo por 3/1 e com 30-0 em seu game de serviço, o sérvio oscilou, passou a mostrar um cansaço que não se via há algum tempo e acabou sendo quebrado de volta. Após Khachanov empatar o placar, o equilíbrio perdurou e o break decisivo veio só no 11º game

Defendendo-se muito bem e contra-atacando com maestria, o russo conseguiu a quebra e fez 6/5. Sacando para a parcial, cometeu dois erros bobos e chegou a ter 0-30 no game, mas jogou com firmeza, se recuperou e, com um grande primeiro serviço, fechou em 7/5. 

Motivado com a boa performance no set inicial, Khachanov veio com tudo para a segunda parcial. Sólido e consistente, quebrou o saque de Djokovic logo no terceiro game e abriu 3/1. Sobrando na partida, o russo chegou a ter três break points no sétimo game, mas viu o sérvio salvá-los e continuar vivo no set

Sem se abater com as chances desperdiçadas, o tenista de 22 anos administrou a vantagem obtida e, no décimo game, foi sacar para o título. Jogando com confiança e sem dar chances de reação para Nole, Khachanov fechou em 6/4 e levantou o troféu do Rolex Paris Masters.

VAVEL Logo