Osaka se mostra admirada com nova final de Major, mas destaca: "Fruto do meu trabalho"
Foto: Ben Solomon/Tennis Australia

Osaka se mostra admirada com nova final de Major, mas destaca: "Fruto do meu trabalho"

Japonesa, atual campeã do US Open, passou nas semifinais do Aberto da Austrália contra Karolina Pliskova e vai em busca do número um do mundo

gustavo-cipriano
Gustavo Cipriano

Aos 21 anos, a #4 Naomi Osaka se garantiu em sua segunda final consecutiva de Slams. Em entrevista coletiva após derrotar a #7 Karolina Pliskova na semifinal do Australian Open, a atual campeã do US Open se mostrou perplexa, mas ao mesmo tempo 'pé no chão', sobre o momento que vive em sua carreira.

A japonesa está na final do Aberto da Austrália, pode conquistar seu segundo Grand Slam - e de maneira consecutiva - e ainda pode se tornar número um do mundo. "É um pouco surreal (...) Eu não acredito que essa já seja a realidade pra mim (...) Mas é o resultado do meu trabalho. Quero continuar avançando", disse.

Osaka pode ser a primeira tenista (mulher ou homem) do seu país a atingir o topo do ranking, mas ela diz não ficar pensando muito nisso. "Seria algo incrível, mas meu principal objetivo agora é vencer o torneio. O restante vem como consequência. Acho que me saio melhor focando em apenas uma coisa".

Pliskova, em sua própria entrevista logo após o jogo, disse que Osaka teve a melhor partida de sua vida. A japonesa não concordou completamente. "Não sei se foi a minha melhor. Tive momentos difíceis, mas acredito que me mantive muito focada neles e isso fez a diferença", analisou.

Perguntada sobre a expectativa de encarar Petra Kvitova na final, a atleta diz estar empolgada, mas que será complicado. "Nunca a enfrentei antes. Poder jogar contra ela pela primeira vez, na final de um Grand Slam, será incrível". "Eu a vi jogando a final de Wimbledon. Eu sei que é uma grande tenista. Vai ser bem difícil", completou.

Saindo um pouco da quadra, Osaka falou sobre a controvérsia de um patrocinador fazendo 'Limpeza branca' e a substituindo em uma propaganda no Japão; "Estou focada no jogo agora. Eu realmente achei aquilo esquisito e gostaria que me consultassem da próxima vez, mas já me pediram desculpas. Não acho que fizeram de propósito".

Petra Kvitova, que eliminou a #35 Danielle Collins, e Naomi Osaka se enfrentam na grande final do Australian Open na madrugada do dia 25 para o dia 26, ainda sem horário. Quem vencer, será a nova número um do mundo. 

VAVEL Logo