Zebra: Griekspoor surpreende mais uma vez em Roterdã e elimina Khachanov na estreia
Foto: Divulgação/ABN AMRO WTT

Zebra: Griekspoor surpreende mais uma vez em Roterdã e elimina Khachanov na estreia

Wildcard holandês, que havia eliminado Wawrinka neste mesmo torneio ano passado, virou para cima do cabeça de chave número dois

gustavo-cipriano
Gustavo Cipriano

O #11 Karen Khachanov caiu na primeira rodada do ATP 500 de Roterdã, na Holanda, disputado em quadra dura indoors, nesta terça-feira (12). O russo perdeu de virada, por 2 sets a 1, para o convidado da casa #211 Tallon Griekspoor, com parciais de 3/6, 6/3 e 6/2, em 1h40.

Esta foi a segunda vitória na carreira profissional de Tallon Griekspoor, e as duas foram de grande renome. Em 2018, o jovem holandês de 22 anos já havia surpreendido neste mesmo torneio, quando eliminou Stan Wawrinka.

Cabeça de chave número dois, Khachanov entrou como favorito e começou a partida como de costume: mandando no jogo com o seu saque. Foram três aces e 86% dos pontos vindos do primeiro saque ganhos.

Além disso, o russo conseguiu pressionar no saque adversário e arrancou uma quebra logo no início, estando sempre à frente no game. Confirmar seu serviço nunca foi algo difícil, e ele o fez mais uma vez, mantendo a vantagem e fechando o primeiro set em 6/3.

Nas duas parciais seguintes, porém, o cenário mudou. Griekspoor voltou mais regular, sem dispensar chances claras. Khachanov também jogou um tênis totalmente fora do que costuma apresentar, com diversas duplas faltas, primeiro saque não entrando em quadra e e nenhum break point a favor aproveitado.

O holandês conseguiu uma façanha: vencer no game de serviço do 11º do mundo três vezes - uma no segundo set e duas no terceiro. E poderia ter feito mais. O rapaz chegou a ter dois match points devolvendo, antes de sacar para o jogo. Enfim, com 6/3 e 6/2, ele surpreendeu e despachou um dos grandes nomes da competição.

Griekspoor avança agora para a segunda rodada do Rotterdam Open e vai enfrentar o vencedor do confronto entre o #140 Jo-Wilfried Tsonga e o #86 Thomas Fabbiano.

VAVEL Logo