Após vitória no Rio Open, Munar destaca importância de Nadal em sua carreira: "Sou muito grato"
Foto: Caio Carvalho / VAVEL Brasil

Após vitória no Rio Open, Munar destaca importância de Nadal em sua carreira: "Sou muito grato"

Tenista espanhol concedeu coletiva após bater Leonardo Mayer e avançar à segunda rodada do torneio 

caiocarvalho97
Caio Carvalho

O espanhol #66 Jaume Munar estreou bem no Rio Open. A vitória suada por 7/6(5) e 6/4 contra o #55 Leonardo Mayer ajudou a dar confiança ao tenista de 21 anos, vice-campeão de Roland Garros quando juvenil. Pupilo de Rafael Nadal, Munar falou em entrevista coletiva sobre sua expectativa no torneio, além de passar aos jornalistas sua relação atual com o campeão de 17 Grand Slams.

Perguntado sobre como é jogar no Rio, Munar, um dos destaques da Next Gen, se disse a vontade e relembrou sua primeira passagem no saibro carioca.

"Já joguei aqui em um Challenger. Foi apenas minha segunda final no circuito, então foi um pouco estranho. Mas gosto muito de jogar no Rio, no saibro".

O espanhol comentou também sobre Cameron Norrie, que derrotou o sérvio Dusan Lajovic em menos de 1h de partida, e será seu próximo adversário no ATP 500 do Rio de Janeiro.

"Vai ser uma partida muito difícil. Ele é um ótimo jogador, vou ter que jogar meu melhor, entrar bem concentrado. Com certeza vai ser um jogo bem difícil".

O tenista de 21 anos falou sobre sua relação com Rafael Nadal, ex-número um do mundo e dono de 17 títulos de Grand Slam. Munar também assumiu se pediu alguma dica para o campeão do Rio Open de 2014.

"Temos uma relação muito boa. Não cheguei a conversar com ele sobre a partida de hoje. Mas hoje sou tenista profissional, então nossa relação é muito mais de jogadores do que outra coisa. Ele é uma inspiração, sou muito grato a ele, mas a única coisa que temos em comum é que somos de Mallorca (risos) ".

Por fim, o espanhol foi questionado se sente alguma pressão por ser pupilo de Nadal, além de relembrar o torneio de duplas disputado com o 'mestre' há quatro anos atrás, em Hamburgo. Na época, Munar tinha apenas 16 anos.

"Não sinto pressão, não me coloco pressão. Sou jovem ainda, tenho muito para jogar. Não me coloco pressão por essa relação. Aquela ocasião em que joguei com o Rafa foi a realização de um sonho, sei que é difícil para ele jogar dupla durante o circuito, mas foi incrível".

VAVEL Logo