Lucky loser, Kristie Ahn surpreende e elimina Ostapenko na estreia em Bogotá
Foto: Divulgação/Claro Open Colsanitas

Lucky loser, Kristie Ahn surpreende e elimina Ostapenko na estreia em Bogotá

Cabeça de chave número 1 desperdiça match points e perde de modo incrível para norte-americana por 2 a 1

gustavo-cipriano
Gustavo Cipriano

A #29 Jelena Ostapenko caiu na primeira rodada do WTA de Bogotá, na Colômbia. A cabeça de chave número 1 perdeu para a #205 Kristie Ahn em uma histórica virada da lucky loser (quando a jogadora entra na chave por desistência de alguém que viria do qualifying). Ela venceu por 2 sets a 1, com parciais de 6/2, 6/7(5) e 7/5, em duas horas e trinta e dois minutos.

A letã foi quem ditou o ritmo do jogo inteiro; para o bem ou para o mal. Ela é quem tomava a iniciativa na maioria dos pontos, então a derrota ou vitória neles dependia muito de como se saia. Para o azar dela, os momentos ruins superaram os bons. Apesar de ter 26 bolas vencedoras (15 a mais que a adversária), a tenista registrou 16 duplas faltas e assustadores 56 erros-não forçados.

Ostapenko, na verdade, até começou a partida bem, de modo intenso; a baixa no seu jogo veio após o segundo set. No primeiro, ela massacrou a adversária, com 88% de pontos ganhos com o primeiro saque e 71% de aproveitamento na devolução. Foram três quebras, apesar de ter cedido uma também, que abriram a grande vantagem e fecharam a parcial por 6/2 em rápidos 27 minutos.

Na duas etapas seguintes, o jogo foi mais equilibrado. Ahn seguia sem praticar um tênis de alto nível, mas a adversária passou a errar ainda mais que ela e foi isso que possibilitou a virada. Ostapenko chegou a ter boa vantagem algumas vezes, mas cedeu. No segundo set, ela teve 4/2 e saque; foi quebrada e depois perdeu no tie-break por 7-5.

No terceiro set, a cabeça de chave número 1 tinha a vitória literalmente em suas mãos. Dois match points a favor surgiram no seu serviço, após vencer no saque da oponente e abrir 5/4, mas ambos foram desperdiçados; o segundo, inclusive, foi perdido por conta de mais uma dupla falta.

A tenista número 26 do mundo deixa claro que seu estilo é ir para a bola com toda a força que pode, sempre, independente da situação. Após ter salvo já três match points contra, quando sacava em 5/6, ela teve uma bola flutuando e com a quadra aberta; bastava jogar com precisão pois Ahn estava fora da imagem, porém, o resultado foi mais um erro não-forçado.

Todo esse cenário derivou em um terceiro set também ganho pela norte-americana, por 7/5, e no seu triunfo surpreendente. A tenista elimina assim a principal cabeça de chave e segue agora para uma partida de segunda rodada em que, dessa vez, será a favorita. O confronto será contra a #438 Maria Camila Osorio Serrano, convidada do torneio. A adversária, porém, é colombiana e terá a torcida a seu favor.

VAVEL Logo