Haddad Maia batalha, vira contra Sorribes Tormo e avança às semis em Bogotá
Foto: Divulgação/Claro Open Colsanitas

Haddad Maia batalha, vira contra Sorribes Tormo e avança às semis em Bogotá

Cristal brasileiro saiu atrás, mas buscou vitória contra grande amiga em ótima partida de três sets, com duração de 2h40

anaracheel
Ana Carneiro

A brasileira de maior ranking atualmente, a #165 Beatriz Haddad Maia, fez sua partida de quartas de final no WTA de Bogotá na tarde desta sexta-feira (12) diante da cabeça de chave número sete, a espanhola #79 Sara Sorribes Tormo. Grandes amigas fora das quadras, as jogadoras fizeram grande partida dentro da quadra principal do torneio, onde a brasileira, que saiu do qualifying, saiu com a vitória de virada, parciais de 6(6)/7, 6/2 e 6/2, em 2h40. 

Haddad Maia, que veio do qualifying e já soma cinco vitórias na Colômbia, avança à primeira semifinal de simples desde 2017 e a segunda da carreira. Na primeira, no WTA de Seul, foi até a decisão, onde acabou sendo derrotada por Jelena Ostapenko.

A primeira parcial, facilmente apontada com a mais tensa da partida, durou 60 minutos e contou com seis quebras de serviço (de oito break points). As quebras aconteceram nos games três, quatro, seis, sete, oito e nove, na última em especial, ficou marcada pela falta de postura de Haddad Maia, que não soube fechar o set quando serviu para o mesmo. 

No tiebreak, a brasileira voltou a ter a chance de fechar a parcial e novamente não conseguiu fazer bem, inclusive batendo uma dupla falta no set point. Sorrives Tormo se aproveitou do vacilo da brasileira e acabou ela mesma ficando com o set.

Quando voltou para a segunda parcial, Haddad Maia estava mais viva. A brasileira conquistou três quebras de serviço (games um, três e cinco) e foi quebrada em um ocasião, no segundo game. Com a partida empatada, deu-se início ao set decisivo, onde a brasileira novamente mostrou ótimo poder mental e físico para bater a espanhola. Ao todo foram seis quebras de serviço, quatro delas (games três, cinco, sete e nove, beneficiando a jovem brasileira).

Bicampeã no torneio de duplas em Bogotá, a brasileira aguarda agora a vencedora do confronto entre a #76 Amanda Anisimova e a dona da casa, a wildcard #438 María Camila Osorio Serrano, para disputar uma vaga para a final do Claro Open Colsanitas.

VAVEL Logo