Barty domina Vondrousova, conquista Roland Garros e assume vice-liderança do ranking da WTA
Foto: Divulgação/Roland Garros

Barty domina Vondrousova, conquista Roland Garros e assume vice-liderança do ranking da WTA

Australiana, de 23 anos, precisou de apenas 1h12 minutos para vencer a também jovem tcheca por 2 sets a 0, parciais de 6/1 e 6/3

mateus-dos-anjos
Mateus Dos Anjos

A australiana #8 Ahsleigh Barty é a campeã de Roland Garros em 2019. A australiana, de 23 anos, que já havia vencido cinco finais de Majors em duplas, atropelou a tcheca #38 Marketa Vondrousova, 19 anos, por 2 sets a 0, parciais de 6/1 e 6/3, em 1h12. Este é o o primeiro título de Slam da carreira de Barty em torneios de simples.

Controlando as ações da partida desde o início, Barty abriu 4/0 de vantagem no primeiro set. Mesmo tendo sido quebrada no quinto game, a australiana conseguiu manter-se inabalável, como de praxe, e fechou a parcial em 6/1, com destaque para os três aces que conseguiu e o bom aproveitamento dos pontos tentados em seu segundo serviço.

No segundo set, pouco mudou. Quebrando o serviço de Vondrousova logo no primeiro game, Barty consolidou-se na parcial desde o início e segurou todas as tentativas de controle da partida por parte da tcheca. Com ótimo percentual de primeiro serviço, Barty conseguiu quebrar o serviço da adversária mais uma vez e fechou a parcial em 6/3 e o jogo em 2 sets a 0.

A carreira de Ashleigh Barty é marcada por reviravoltas. Surgindo como grande promessa após o título juvenil de Wimbledon, em 2011, a australiana abandonou o tênis por um ano em 2015 e dedicou-se ao críquete, esporte muito popular em seu país. Decidida em retomar a carreira nas quadras, voltou ao circuito profissional em 2016 com o ranking zerado e decolou. O título de Roland Garros é o primeiro de uma australiana desde 1973.

Com a conquista, Barty subirá no ranking mundial e estará na segunda posição a partir da próxima semana. Já Vondrousova também pega o elevador e chega ao 16º posto do ranking.

VAVEL Logo