Jabeur começa mal, mas consegue virada contra Cornet nas quartas de Eastbourne
Foto: WTA / Divulgação

Um dia após eliminar a cabeça de chave 14 da competição e tenista da casa Johanna Konta, a tunisiana Ons Jabeur, #62 no ranking da WTA, continuou firme em sua caminhada para o primeiro título na carreira. A vítima da vez foi a francesa Alize Cornet, ex-top 15, que perdeu de virada com placar de 1/6, 7/5 e 6/3 favoráveis à tunisiana em jogo que durou 2h04 na Quadra 1 na manhã desta quinta feira (27) pelas quartas de final do WTA Premier de Eastbourne, no Reino Unido.

A semifinal será um dos maiores desafios da carreira de Jabeur, que precisará enfrentar uma ex-número 1 do mundo, que sairá do confronto entre Angelique Kerber e Simona Halep. Contra a romena, a tenista de 24 anos tem uma vitória, em Beijing 2018, onde venceu o primeiro set por 6/1 e viu a oponente desistir logo em seguida. Caso enfrente a alemã, será o primeiro encontro entre as tenistas no circuito profissional da WTA.

Na temporada, essa foi a décima vitória de Jabeur, sendo apenas o primeiro torneio em que conseguiu ao menos dois triunfos consecutivos, primeira vez desde outubro de 2018, quando chegou à final do WTA de Moscou saindo do qualifying. Com exceção desse torneio, a tunisiana não havia chegado às semis de nenhuma outra competição, caindo nas quartas em três ocasiões anteriores: 2013, 2017 e 2018.

Em quadra, a tenista de 24 anos foi impecável mais uma vez: 41 winners e 26 erros não forçados, além de três aces e somente uma dupla falta, salvando oito break points de doze oportunizados. Contando com bons golpes de fundo e uma precisa mudança de direção, Jabeur não deu chances à francesa quando conseguiu encaixar seu jogo, permitindo que Cornet marcasse apenas sete bolas vencedoras e seis erros não forçados nos 178 pontos disputados.

"Não foi fácil no final. Fiquei assustada por causa do meu tornozelo", comentou a tunisiana, que torceu o tornozelo no penúltimo game da partida e precisou de atendimento médico para retornar.

"Mas espero que dê tudo certo. Tentei me mexer melhor, ser mais eficaz em quadra, e isso me ajudou a recuperar meu nível. Acho que nesse torneio sou a rainha de perder o primeiro set e virar o jogo, e é mais uma motivação para mim, para jogar melhor no segundo set. Mas estou muito feliz com a vitória", finalizou Jabeur, que voltará ao top 60 com o triunfo sobre Cornet.

VAVEL Logo