Em uma das partidas mais longas do torneio, Muchova bate Pliskova e vai às quartas em Wimbledon
Foto: WTA/Divulgação

Por apenas um game o sistema de tie-break no set final em Wimbledon não precisou ser utilizado, uma vez que Karolina Muchova, #68 no ranking da WTA com 22 anos, bateu sua compatriota e xará Karolina Pliskova, terceira colocada no mundo, por 2 sets a 1, de virada, com parciais de 4/6, 7/5 e 13/11, em um dos confrontos mais longos de 2019, de duração de 3h19 na segunda partida da Quadra 2.

Com o máximo de drama que se podia esperar, Muchova deu o máximo de si para avançar na chave, salvando sete chances de quebra de sua adversária em doze oportunidades, com 67% de break points salvos no terceiro set. Nos rallies, o jogo foi muito parelho, com ambas as tenistas produzindo várias chances e equilibrando o placar a todo momento.

Contudo, foi a paciência de Muchova e a instabilidade de Pliskova que produziram o 13/11 no set final. A top 10 sacou para o jogo por duas vezes no set final, em 5/4 e em 11/10. Nas duas oportunidades, a jovem de 22 anos fez 0/40 e quebrou. Nessa última ocasião, a número 3 da WTA não mais conseguiu ameaçar sua oponente, tendo seu serviço quebrado mais uma vez.

Muchova já terá um crescimento de chamar atenção nos rankings, tendo começado a temporada como a #139 do mundo e já projetada para atingir o top 50 na próxima atualização apenas na metade da temporada, enquanto que Pliskova se manterá como a número 3, mas com a chance desperdiçada de alcançar a liderança da WTA caso chegasse a final. Foi a primeira vitória da tenista sobre uma top 10.

Avançando na competição, Karolina Muchova terá a chance de bater outra top 10 na grama, desta vez a ucraniana #8 Elina Svitolina, que venceu com conforto a croata #24 Petra Martic. Será o segundo encontro entre as duas na WTA, sendo que o primeiro, em Doha 2019, teve como vencedora Svitolina.

VAVEL Logo