Simona Halep vence Serena Williams e é campeã de Wimbledon pela primeira vez
Foto: Divulgação / WTA

Pela nona vez consecutiva no circuito da WTA, a campeã de um Slam tem o troféu levantado pela primeira vez na carreira. Desta vez, a vencedora é Simona Halep, que bateu em sets diretos a americana Serena Williams, cabeça-de-chave 11, com parciais de 6/2 e 6/2 em apenas 56min de confronto neste sábado (13) pela final de Wimbledon.

Tudo combinou para que Halep vencesse sua final de forma majestosa: seu desempenho beirando a perfeição e a redução do nível de Williams em relação às outras rodadas. Ao fim do jogo, a americana fez apenas 17 winners e cometeu 26 erros não forçados, que custaram caro principalmente em seus games de serviço, onde foi quebrada quatro vezes em oito games disputados.

Já Halep, em uma de suas exibições mais fantásticas na vida, cometeu apenas três erros não forçados em 16 games e marcou 13 winners, convertendo quatro quebras em cinco break points e salvando a única oportunidade de quebra de Williams.

A primeira a gente nunca esquece

Foi a primeira oportunidade de Halep de vencer Wimbledon, Slam em que havia chegado às semis uma única vez, em 2014. Agora, soma ao seu currículo seu segundo major, junto ao Roland Garros de 2018. Ao todo, são cinco finais de Slam para a romena, que venceu suas duas últimas, sendo a primeira romena na história do tênis a vencer o torneio de Wimbledon.

Já para Serena, que nada pôde fazer, é a terceira final consecutiva de Slam perdida, tropeçando pela terceira vez em sets diretos em conseguir empatar o recorde de 24 Slams de Margaret Court. A americana não vence um Slam desde o Australian Open de 2017, quando venceu sua irmã mais velha, Venus Williams, na decisão. É a nona final de Slam na carreira em que Williams é derrotada e a primeira partida em que ela perde para Halep desde 2014, a única vitória da romena antes da final de Wimbledon.

Com o título, Halep volta ao top 5 da WTA, ficando na quarta colocação a menos de 700 pontos da liderança, enquanto Serena conquista mais uma posição no ranking, parando em #9. As duas voltarão ao circuito apenas em agosto, pelo Premier de Toronto, no Canadá.

VAVEL Logo