De virada, Wawrinka vence duelo alucinante contra Dimitrov e avança em Cincinnati
Foto: Divulgação / ATP

De virada, Wawrinka vence duelo alucinante contra Dimitrov e avança em Cincinnati

Suíço chegou a liderar o último set por 5/1, mas viu búlgaro reagir e sofreu para triunfar após 2h35 de um jogo de alto nível

caiocarvalho97
Caio Carvalho

Nesta terça (13), o #23 Stan Wawrinka e o #74 Grigor Dimitrov protagonizaram um dos melhores jogos desta edição do Masters 1000 de Cincinnati. Em duelo válido pela primeira rodada do torneio, o suíço precisou sofrer muito para bater o búlgaro, que não se entregou em momento algum, por 2 sets a 1, de virada, parciais de 5/7, 6/4 e 7/6 (4), em 2h35 de uma partida alucinante. 

Essa foi a sétima vitória de Wawrinka sobre Dimitrov em 11 jogos entre os dois. O suíço não perde para o búlgaro há cinco jogos. A última vez foi em 2016, justamente em Cincinnati. Vale lembrar que semana passada, em Montreal, Stan já havia sido o algoz do tenista da Bulgária.

O jogo

Como de praxe, o duelo entre os dois foi bastante disputado e teve muitas trocas de bola do fundo da quadra. No primeiro set, ambos sacaram muito bem e não deram chances um ao outro. Enquanto Wawrinka venceu 79% dos pontos com o 1° serviço, Dimitrov ganhou 90%. Agressivo, o búlgaro buscou o ataque sempre que possível e acelerou bem os golpes.

O suíço, por sua vez, também encaixou ótimos winners, mas não conseguiu dominar do jeito que gosta os rallys. Sacando em 5/6, Stan parecia ter o game na mão, mas acabou errando um voleio e viu o campeão do torneio em 2017 reagir. Após chegar ao único break point de toda a parcial, o búlgaro não desperdiçou a rara oportunidade, quebrou o saque do adversário e fechou em 7/5. 

O segundo set também foi de extremo equilíbrio. Sem se deixar abater com a derrota na parcial anterior, Wawrinka passou a ser mais ofensivo e diminuiu a superioridade do búlgaro principalmente nos games de saque. No quinto game, contou com uma dupla falta de Dimitrov para conquistar sua primeira quebra no jogo e abrir 4/2.

Resistindo à pressão - salvou duplo break point pouco depois de obter a quebra -, o suíço fez valer a vantagem mínima no marcador, fechou o set em 6/4 e empatou a partida. 

Aproveitando o embalo, Wawrinka iniciou atropelando no terceiro e decisivo set. Consistente nas devoluções e no saque, o ex-top 3 conseguiu duas quebras seguidas e abriu 5/1 rapidamente diante de um Dimitrov que não se manteve firme emocionalmente. 

Entretanto, na hora de servir para o triunfo, o suíço cometeu erros bobos, desperdiçou dois match points e acabou sendo quebrado pelo búlgaro, que diminuiu a diferença no placar para 5/4 e ganhou uma sobrevida no jogo. E a reação não parou por aí.

Com a confiança e a solidez de volta, Dimitrov continuou indo para cima e, com mais um erro forçado de Wawrinka, que caiu de rendimento drasticamente, chegou ao segundo break consecutivo. Tudo parecia conspirar a favor do búlgaro, mas a partida se tornou mais imprevisível ainda.

Aplicando bolas belíssimas, Stan mostrou sua força mental, pressionou o oponente com golpes profundos e ótimos deslocamentos, e quebrou o serviço de Dimitrov outra vez. Sacando para a vitória com 6/5 no marcador, Wawrinka novamente sucumbiu diante do búlgaro, que com uma jogada sensacional devolveu o break e levou a decisão para o tie-break

No game desempate, o suíço abriu 4-0 ao obter uma mini quebra logo no primeiro ponto. Sem se entregar, Dimitrov seguiu lutando e chegou a diminuir a vantagem para 5-4, mas não foi o bastante para evitar que Wawrinka, com um ace, fechasse em 7/6 (7-4). 

Na segunda rodada do Western & Southern Open, ele enfrentará o qualifier russo #70 Andrey Rublev, que venceu também de virada o georgiano #17 Nikoloz Basilashvili por 2 sets a 1, parciais de 6/7 (4), 6/4 e 6/2, em 1h57. 

VAVEL Logo