Djokovic joga bem, bate Querrey e estreia com vitória no Masters 1000 de Cincinnati
Foto: Divulgação/ATP

Djokovic joga bem, bate Querrey e estreia com vitória no Masters 1000 de Cincinnati

Número 1 do mundo devolve derrota sofrida em Wimbledon há três anos e segue sonhando em defender o título

gustavo-cipriano
Gustavo Cipriano

O #1 Novak Djokovic estreou com vitória no Masters 1000 de Cincinnati, nos Estados Unidos. O sérvio, que saiu de bye na primeira rodada, avançou à terceira após derrotar o norte-americano #45 Sam Querrey por 2 sets a 0, com parciais de 7/5 e 6/1, em uma hora e dezenove minutos.

Djokovic, que é o atual campeão do torneio, conseguiu um feito nesta partida: sacar melhor que o gigante norte-americano. O tenista registrou 15 aces, seis a mais que o oponente. Além disso, também teve mais primeiro saque em quadra (59% - 47%), aproveitamento com primeiro serviço (84% - 63%) e segundo serviço (50% - 44%).

O sérvio foi superior em todos os aspectos. Suas excelentes devoluções fizeram estrago no saque do adversário e tornaram possível que retornasse 84% dos pontos nesse cenário. O número 1 ainda anotou dois winners a mais e 12 erros não-forçados a menos em relação ao dono da casa.

Os únicos momentos de baixa no jogo de Djokovic foram justamente no início dos sets. Logo no começo do jogo, foi quebrado e teve que se recuperar para vencer a parcial. Ele deu o troco no sexto game e pressionou ainda mais quando Querrey sacava em 5/6 para tomar a liderança e fechar em 7/5.

Já na segunda etapa, o caminho foi tranquilo para o sérvio. Ele teve que lutar para salvar alguns break points no primeiro game, mas a partir dali foi um passeio. Djokovic ganhou ainda mais confiança e o norte-americano ficou frustrado com as chances perdidas. Com isso, o dono da casa só ganhou um game em todo set e viu o oponente garantir a vitória com um 6/1.

Novak Djokovic se vingou assim da derrota sofrida em Wimbledon a três anos atrás. Na sua última partida contra Querrey, o sérvio perdeu por 3 sets a 1 pela terceira rodada do Grand Slam londrino. O número 1 aguarda agora a decisão do confronto entre o #53 Pablo Carreno-Busta e o #16 Johh Isner para conhecer seu próximo adversário.

VAVEL Logo