Djokovic bate Pouille e segue na busca pelo bicampeonato em Cincinnati
Foto: Divulgação/ATP

Djokovic bate Pouille e segue na busca pelo bicampeonato em Cincinnati

Após primeiro set equilibrado, número um do mundo deslanchou e fechou partida com parciais de 7/6(2) e 6/1

bruno-da-silva
Bruno da Silva

Após conquistar pela primeira vez o Masters 1000 de Cincinnati em 2018, o #1 Novak Djokovic está um passo mais perto do bicampeonato do torneio nos EUA. Nesta sexta-feira (16), Djokovic superou sua partida de quartas de final contra o #31 Lucas Pouille em 1h28, parciais de 7/6(2) e 6/1.

Pouille fez uma primeira parcial praticamente impecável. Após salvar o único break point do set logo no primeiro game, o francês conseguiu executar sua estratégia, tomando a iniciativa nos ralis e variando com bolas curtas para equilibrar a partida contra Djokovic. Com muita consistência, o francês conseguir levar para o tiebreak sem muitos problemas. No game desempate, porém, o sérvio deu um show de consistência e, após abrir 6-1 fechou a série: 7/6(2), em 51 minutos.

Já no segundo set, com menos eficiência no saque, Pouille não conseguiu sustentar a partida. Com um aproveitamento no primeiro serviço caindo de 71% para 44%, o ex-top dez foi quebrado no segundo game e chegou a ter três break points na sequência, mas não aproveitou e viu Djokovic abrir 3/0. Confiante e firme no saque, o sérvio venceu 12 dos últimos 15 pontos da partida e fechou em 6/1, após 37 minutos.

O número de bolas vencedoras foi maior de Pouille - 18 a 17 -, mas o francês também cometeu sete erros não-forçados a mais que Djokovic - 22 a 15. O sérvio teve uma altíssima porcentagem de primeiro saque - 71%, contra 60% do francês -, e um aproveitamento ainda mais impressionante, de 89%.

Em busca de mais uma decisão no Western & Southern Open, Djokovic terá um grande desafio diante do russo #8 Daniil Medvedev, que vem de vitória fácil sobre o compatriota #70 Andrey Rublev, parciais de 6/2 e 6/3.

VAVEL Logo