Em Cincinnati, Goffin bate Gasquet e vai à sua primeira decisão de Masters 1000 da carreira
Foto: Divulgação / W&S Open

Em Cincinnati, Goffin bate Gasquet e vai à sua primeira decisão de Masters 1000 da carreira

Belga joga um tênis sólido, supera francês em sets diretos e se torna primeiro tenista de seu país na decisão de um torneio da série Masters

caiocarvalho97
Caio Carvalho

O #19 David Goffin é o primeiro finalista do Masters 1000 de Cincinnati. Na tarde deste sábado (17), o belga teve mais uma ótima atuação e derrotou o francês #56 Richard Gasquet por 2 sets a 0, parciais de 6/3 e 6/4, em 1h15 de partida. Essa será a primeira vez que o tenista jogará uma decisão de torneio da série Masters na carreira.

Com o resultado, Goffin também quebra uma escrita ruim que o assombrava. Em quatro semifinais anteriores, o belga havia perdido os quatro jogos. Além disso, se tornou o primeiro tenista de seu país a atingir a decisão de um Masters 1000. Classificado para a grande final Western & Southern Open, ele espera agora o ganhador do duelo entre o sérvio #1 Novak Djokovic e o russo #8 Daniil Medvedev.

O jogo

Sólido durante praticamente toda a partida, Goffin poucas vezes deu brechas a Gasquet, que por sua vez não conseguiu repetir as boas atuações das rodadas anteriores e sofreu bastante com o baixo aproveitamento com o 2° serviço - ganhou apenas 16% dos pontos.

No primeiro set, o belga foi intocável. Perdeu apenas três pontos em seus games de saque e aproveitou a única quebra da parcial para ficar em vantagem no placar. Fazendo valer a superioridade demonstrada nas trocas de bola e nos poucos erros cometidos, Goffin fechou em 6/3 e largou na frente.

O belga oscilou um pouco no segundo set e viu Gasquet passar a gostar do jogo, mas não foi o bastante. Agressivo nas devoluções - o francês venceu apenas um ponto de dez com o 2° serviço -, Goffin obteve duas quebras ao longo da parcial, uma quando o placar estava em 3/3, e a partir daí controlou muito bem.

O francês até confirmou seu saque e jogou a pressão para cima do tenista da Bélgica, mas não surtiu efeito. Servindo para o jogo, Goffin encaixou bons saques, se manteve consistente e, com um erro não forçado de Gasquet, decretou a vitória por 6/4,

VAVEL Logo