Medvedev desbanca Djokovic e vai em busca do maior título da carreira em Cincinnati
Foto: Divulgação/ATP Tour

Medvedev desbanca Djokovic e vai em busca do maior título da carreira em Cincinnati

Russo se garantiu em sua terceira final em sequência ao vencer atual campeão de virada, parciais de 3/6, 6/3 e 6/3

bruno-da-silva
Bruno da Silva

Tenista com mais vitórias no ano, o #8 Daniil Medvedev derrotou o #1 Novak Djokovic pela segunda vez em 2019 e avançou à decisão do Masters 1000 de Cincinnati. Vindo de duas finais em sequência, o russo garantiu a terceira com vitória de virada, com parciais de 3/6, 6/3 e 6/3, em 1h43, neste sábado (18). 

Após vencer a primeira parcial com tranquilidade, fechando com 6/3 em 35 minutos e perdendo apenas cinco pontos no seu serviço, Djokovic parecia em total controle da partida. No segundo set, o atual campeão chegou a ter break point no quinto game, mas Medvedev salvou e partiu para a virada.

O russo, que chegou a receber atendimento durante a série por dores no braço direito, conseguiu confirmar e, após quebrar o saque do rival em sua primeira oportunidade, devolveu o 6/3, também em 35 minutos. Medvedev conseguiu 14 winners, incluindo oito aces, e apenas quatro erros não-forçados neste set.

Na parcial decisiva, Medvedev manteve o alto aproveitamento no saque. Variando sua velocidade a ângulos no serviço e sem dar chances para Djokovic estabelecer ritmo, o russo conseguiu uma quebra logo no terceiro game e, quando o sérvio sacava em 3/5, fechou a grande vitória com um winner de devolução: 6/3, em 33 minutos.

Além de ser o tenista com mais vitórias no ano - 43 -, Medvedev tem 30 vitórias em quadras duras, dez a mais que Bautista-Agut e Tsitsipas, que vem em segundo lugar. No live ranking, ele já sobe para o sétimo lugar e alcançará a inédita quinta posição caso conquiste o troféu do Western & Southern Open. Para isso ele terá que melhorar seu retrospecto em decisões até agora - venceu 1/5 em 2019, e 4/9 na carreira.

Após os vices em Washington e Montreal, Medvedev vai atrás de seu primeiro título da categoria Masters 1000 diante do #19 David Goffin, que superou nas semis o #56 Richard Gasquet, parciais de 6/3 e 6/4. Os dois já se enfrentaram duas vezes, ambas em 2019, com uma vitória para cada.

VAVEL Logo