Vice mais uma vez no US Open, Serena não esconde frustração: "Poderia ter feito mais"
Foto: Divulgação / WTA

Vice mais uma vez no US Open, Serena não esconde frustração: "Poderia ter feito mais"

Multicampeã, norte-americana também parabenizou a jovem Bianca Andreescu, primeira canadense a vencer um Grand Slam

caiocarvalho97
Caio Carvalho

Pelo segundo ano consecutivo, o sonho de Serena Williams de conquistar o US Open pela sétima vez e de atingir o recorde de 24 Slams de Margaret Court foi adiado. A algoz dessa vez foi a canadense Bianca Andreescu, de apenas 19 anos, que se tornou a primeira tenista de seu país a sagrar-se campeã de um Major

Em uma partida bastante disputada, Serena chegou a salvar match point, buscou uma desvantagem de 1/5 no segundo set, mas acabou sucumbindo diante de uma adversária confiante e embalada. Após a partida, a ex-número um do mundo não escondeu a frustração de bater na trave mais uma vez. 

Em sua entrevista coletiva, a norte-americana disse ser difícil de assimilar uma derrota como essa tão rápido, mas assumiu que daqui a alguns anos poderá ver esse revés com outros olhos.

"Eu sinto que daqui a 20 anos, eu definitivamente vou estar assim, 'é, não foi tão ruim assim'. No momento é muito difícil olhar, pegar isso e dizer: 'não deu certo hoje'. É realmente difícil, agora, aproveitar esse momento e dizer que você fez bem, porque eu não acredito que fiz. Acredito que poderia ter jogado melhor. Eu acredito que eu poderia ter feito mais".

A dona de 23 títulos de Grand Slam disse que poderia ter sido mais 'Serena'. De acordo com ela, essa postura 'vintage' é que precisa aparecer mais nas finais de Major, para que assim as vitórias e as conquistas voltem a ser realidade.

"Acredito que poderia ter sido mais Serena hoje. Sinceramente, acho que a Serena não apareceu. Eu tenho que descobrir como fazê-la aparecer nas finais de Grand Slam".

Por fim, a tenista de 37 anos aproveitou também para rasgar elogios a Bianca Andreescu. Para Serena, a jovem canadense jogou muito bem e mereceu ser campeã do Aberto dos Estados Unidos.

"Eu senti que Bianca joga bem sob pressão. Ela jogou muito bem em Indian Wells. Ela definitivamente não era a favorita por lá, mas ela foi e jogou firme. Ela faz o que faz de melhor, muda bem a bola, dispara winners, joga com muita intensidade. Eu sinto que ela fez isso muito, muito bem hoje.  Ela jogou muito bem e merece esse campeonato".

VAVEL Logo