Federer vence Djokovic pela primeira vez em quatro anos e avança às semis do ATP Finals
Foto: Divulgação/ATP

O #3 Roger Federer derrotou o #2 Novak Djokovic com parciais de 6/4 e 6/3 para conseguir se manter vivo no ATP Finals e garantir vaga na semifinal do torneio, nesta quinta-feira (14), em Londres. Com a primeira vitória sobre Djokovic desde 2015, o suíço se junta ao já classificado Dominic Thiem e passa em segundo lugar no Grupo Björn Borg. Este foi o sexto encontro entre os dois tenistas ex-líderes do ranking por este torneio – com três vitórias para cada - e o 49º encontro entre os dois no geral - Djokovic possui a vantagem de 26 a 23 no confronto direto.

Com saque muito firme no primeiro set, Federer precisou de apenas uma quebra para vencer a primeira parcial por 6/4, em 35 minutos. O suíço cometeu apenas um erro não-forçado, contra seis de Djokovic. Na única quebra de serviço do set, o sérvio cometeu duas duplas faltas seguidas. O atual vice-campeão do torneio foi inferior em relação ao número de bolas vencedoras – sete a 12.

A segunda parcial não foi muito diferente. Federer seguiu superior, alcançando percentual maior de pontos vencidos tanto com o primeiro, quanto com o segundo serviço. Djokovic, que tem como marca registrada ser um excelente devolvedor de saque, retornou 54% dos saques, enquanto o detentor de 20 Grand Slams alcançou a marca de 85%.

Em 16 aparições no torneio do ATP Finals, Federer caiu na fase de grupos apenas uma vez - em 2008, quando o suíço perdeu para Andy Murray e Gilles Simon. A última vitória do suíço em cima de Djokovic havia sido em 2015, justamente no ATP Finals - o sérvio venceu os últimos quatro confrontos desde então. Nesta temporada, os dois se enfrentaram na final de Wimbledon, partida em que o sérvio salvou dois match points, venceu o jogo e conquistou seu 16º Grand Slam da carreira.

Com sua eliminação para Federer, Djokovic não tem mais a possibilidade de terminar o ano como líder do ranking. O sérvio buscava finalizar a temporada como número um pela sexta vez em sua carreira e empatar com Pete Sampras, mas Rafael Nadal ostentará esse posto ao fim de 2019.

Roger Federer segue o caminho em busca de aumentar o seu recorde como maior campeão do ATP Finals. O ex-líder do ranking venceu o Torneio dos Campeões em seis oportunidades: 2003, 2004, 2006, 2007, 2010 e 2011.

MEDIA: 5VOTES: 1
VAVEL Logo