Lopez/Nadal vencem jogo épico contra Murray/Skupski e garantem Espanha na final da Copa Davis
Foto: Divulgação/Davis Cup Finals

A primeira edição da nova Copa Davis teve sua final definida neste sábado (23). Após a inédita classificação do Canadá para a decisão, a Espanha, seleção dona da casa, eliminou a Grã-Bretanha, em Madrid. Essa será a décima final dos espanhóis, que tem cinco título, a primeira desde 2012.

A Espanha teve um corte de última hora na partida de abertura, por conta de problemas físicos do #27 Pablo Carreno-Busta. Desfalcada também do #9 Roberto Bautista-Agut, o capitão Sergi Bruguera escalou o experiente #62 Feliciano López. Apesar de ter equilibrado o jogo, López acabou perdendo de forma apertada para o #69 Kyle Edmund, parciais de 6/3 e 7/6(3), em 1h23. Edmund saiu desta edição da Copa Davis invicto, tendo vencido Kukushkin e Kohlschreiber anteriormente.

Na sequência, o #1 Rafael Nadal fez seu dever com maestria e despachou o número um britânico, #42 Daniel Evans. Após um primeiro set equilibradíssimo, Nadal venceu os últimos oito games da partida, eliminando Evans com parciais de 6/4 e 6/0, em 1h23.

Na partida de duplas, que decidiu o finalista, Nadal substituiu novamente Marcel Granollers para a partida decisiva por opção da comissão técnica e foi para a disputa ao lado de Feliciano López. Na partida mais longa do dia, que durou 2h18 e não teve nenhuma quebra de saque, os espanhóis venceram disputa épica com Jamie Murray e Neal Skupski com parciais de 7/6(3) e 7/6(8), e garantiram a festa da torcida da casa.

A decisão da Copa Davis, que acontece a partir das 12h deste domingo (24), está marcada para ter início às 12h.

VAVEL Logo