Sérvia sai atrás, mas Djokovic decide e garante classificação às quartas da ATP Cup
Foto: Divulgação / ATP Cup

A Sérvia sofreu, mas contou com um jogador fora da curva para dar a volta por cima e triunfar: Novak Djokovic. Após a derrota dos sérvios na primeira partida de simples, o número #2 do mundo entrou em quadra, venceu o seu jogo e depois levou a melhor nas duplas para garantir seu país nas quartas de final da ATP Cup.

No primeiro duelo entre Sérvia x França, disputado em Brisbane, o #24 Benoit Paire bateu o #34 Dusan Lajovic em um jogo decidido no detalhe por 2 sets a 1, parciais de 6/2, 6/7 (6) e 6/4, em 2h05, e colocou os franceses em vantagem. 

Logo após a partida, foi a vez do protagonista entrar em quadra e aumentar ainda mais uma longa freguesia. Pela 16ª vez em 16 jogos, Novak Djokovic venceu o #9 Gael Monfils. Sem dificuldades, o sérvio triunfou em sets diretos, parciais de 6/3 e 6/2, em 1h31, e empatou o confronto. Mas ele não parou por aí.

Depois de um breve descanso entre os jogos, Djokovic novamente roubou a cena. Ao lado de seu compatriota Viktor Troicki, Nole derrotou a dupla francesa formada por Nicolas Mahut e Edouard Roger-Vasselin por 2 sets a 1, parciais de 6/3, 6/7 (5) e 10/3, decretando a segunda vitória dos sérvios na competição.

Com o resultado, a Sérvia garantiu a primeira colocação no Grupo A e também a classificação para as quartas de final da ATP Cup de forma antecipada. O último duelo na fase de grupos será contra o Chile, que soma zero pontos até aqui. 

África do Sul arrasa Chile e segue com chances de avançar de fase

Depois de uma derrota sofrida para a Sérvia na primeira rodada, a África do Sul mostrou que virou a página e superou o Chile com 3 a 0 no confronto. Primeiro, o #99 Lloyd Harris triunfou diante do #77 Nicolas Jarry com duplo 6/4. Depois, foi a vez do ex-top 10 e atual #147 Kevin Anderson dar show e arrasar o #33 Christian Garin em sets diretos, parciais de 6/0 e 6/3. 

Finalizando o duelo entre as duas nações, a dupla sul-africana formada por Raven Klaasen e Ruan Roelofse bateu os chilenos Jarry e Garin por 2 sets a 1, de virada, parciais de 1/6, 6/3 e 10/7. 

Na última rodada da fase de grupos, a África do Sul faz o jogo de vida ou morte com a França. Isso porque uma vitória no confronto pode significar a classificação para as quartas de final, já que, além dos seis líderes de cada grupo, os dois melhores segundos colocados também avançam para o mata-mata. 

VAVEL Logo