Barty derrota Yastremska e é campeã do WTA Premier de Adelaide
Foto: Divulgação/WTA

A #1 Ashleigh Barty começou o ano com o pé direito e já garantiu um título. A australiana finalmente triunfou em casa após derrotar a #24 Dayana Yastremska na final do WTA Premier de Adelaide. O placar foi de 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 7/5, em uma hora e meia de partida, neste sábado (18).

Barty simplesmente dominou a adversária em maior parte do tempo, com exceção de alguns breves momentos no segundo set. A número um mostrou porque está no topo do ranking e mandou nos pontos. Com bolas precisas e bem anguladas, ela colocou a adversária sempre na defensiva, e a ucraniana não conseguia achar saídas para entrar no jogo.

Na primeira etapa, a australiana passeou. Foram oito winners e apenas um erro não-forçado, além de não cometer nenhuma dupla falta. Enquanto isso, Yastremska jogou a bola 12 vezes para fora e cometeu duplo erro no saque por três vezes. A leitura do serviço da oponente foi ainda pior, com péssimos 8% e 17% de acerto com a primeira e segunda devoluções, respectivamente.

Assim, Barty não teve nenhum problema para garantir o set inicial. Ela quebrou o saque da oponente duas vezes e caminhou tranquila até a vitória parcial por 6/2. A segunda etapa, porém, seria um pouco mais complicada.

A ucraniana percebeu a quantidade de erros que cometeu e se adaptou. Ela voltou jogando mais consciente e de forma regular. O seu slice apareceu em boa hora e fez com que tivesse a oportunidade de trabalhar melhor os pontos, para poder atacar na hora correta e aplicar um winner preciso.

A australiana foi quem saiu na frente, com uma quebra a seu favor, mas levou o troco dois games depois. No nono game, Yastremska teve dois break points para poder vencer no serviço da oponente mais uma vez e depois sacar para o set. Porém, ambas as oportunidades foram desperdiçadas.

O jogo da ucraniana melhorou, mas ela ainda cedeu nos momentos chave. Barty seria quem conseguiria a vantagem então, no 5/5, vencendo todos os pontos no saque da outra. Ela sacou para a partida logo depois e fechou a conta. A final estava liquidada e o título garantido para a número 1 do mundo.

Este é o seu oitavo troféu no geral e o primeiro que a australiana consegue no seu país. Ela finalmente triunfa em casa após deixar escapar a vitória em duas finais do WTA de Sydney, uma para Angelique Kerber em 2018 e outra para Petra Kvitova no ano passado. É a primeira vez desde 2011 que uma tenista da casa vence na Australia; a última foi Jarmila Wolfe, em Hobart.

VAVEL Logo