Roland Garros pode ser jogado com portões fechados
(Foto: RG Official)

Depois de ser adiado para o final de setembro, um dos quatro principais torneios de tênis do ano, Roland Garros poderá ser jogado sem a presença do público. É o que disse o presidente da Federação Francesa de Tênis (FFT), Bernard Giudicelli, em entrevista ao "Journal du Dimache".

“Organizar o torneio sem torcida permite manter parte do modelo econômico como os direitos de televisão e patrocínios", afirmou o mandatário.

Na última quinta-feira, a própria FFT anunciou que iria devolver o dinheiro dos bilhetes comprados para as datas originais do torneio, garantindo que está trabalhando na colaboração junto as autoridades sanitária para "estabelecer as medidas necessárias que garantam a saúde e a segurança de todos os agentes do torneio”, no sentido de manter a sua realização ainda esse ano. 

Porém, caso realmente venha a ser disputado, isso resultará, segundo o jornal "L'Equipe", uma grande quebra de receitas, beirando os 50% caso o torneio venha a ser disputada sem público.

O Aberto da França estava inicialmente programado para acontecer de 24 de maio a 7 de junho, mas foi remarcado para o período entre 20 de setembro e 4 de outubro, isto caso as agências sanitárias permitirem que o evento aconteça.

A França é um dos países mais afetados pelo novo coronavírus, tendo mais de 27 mil mortos e cerca de 141 mil casos da doença.

VAVEL Logo