Serena, Kvitova, Halep e quem mais? Confira o top 20 da década na WTA entre tenistas ativas
Foto: Divulgação/Roland Garros

 A década atual da WTA contou com muitos nomes importantes vencendo títulos importantes, e aqui, serão citados os nomes que estão ainda na ativa e que possuem o maior número de pontos acumulados desde o começo da temporada de 2010.

Caroline Wozniacki, Maria Sharapova e Agnieszka Radwanska seriam segunda, sétima e oitava colocada nesta lista, respectivamente, mas já anunciaram suas aposentadorias.

20ª - Ashleigh Barty

Foto: Divulgação/Roland Garros
Foto: Divulgação/Roland Garros

A atual número um do mundo tem acumulado um total de 16.004 pontos neste período, mesmo após ficar afastada do tênis por cerca de um ano, onde se dedicou ao críquete. Atual defensora de Roland Garros e do Miami Open, a australiana de 24 anos é a mais jovem na lista, e fez sua estreia no tour em 2012 e vem mostrando cada vez mais que a tendência é que seus pontos apenas cresçam.

19ª - Andrea Petkovic

Foto: Divulgação/WTA
Foto: Divulgação/WTA

Atualmente ocupando a 87ª posição no ranking, a alemã de 32 anos chegou a ser número 9 do mundo e tem sido presença fixa no top 100 nos últimos anos. Semifinalista de Roland Garros 2014, a alemã tem um total de 17.235 pontos acumulados.

18ª - Kiki Bertens

Foto: Divulgação/WTA
Foto: Divulgação/WTA

Bertens é atualmente a número sete do mundo e tem 10 títulos conquistados no circuito WTA, o mais importante deles o WTA de Madrid de 2019 e já chegou ao #4 do ranking. A holandesa, 28 anos, tem acumulado 17.503 pontos desde a temporada 2010.

17ª - Julia Goerges

Foto: Divulgação/WTA
Foto: Divulgação/WTA

Goerges, 31 anos, tem 18.296 pontos acumulados desde o início da década. A alemã marca presença na lista com feitos como semifinal de Wimbledon 2018 e título do WTA Elite Trophy no mesmo ano. Atualmente ocupa a 38ª posição no ranking.

16ª - Madison Keys

Foto: Divulgação/WTA
Foto: Divulgação/WTA

Um dos melhores exemplos de consistência no tour, Keys se encontra na 13ª posição no ranking WTA e chegou a fazer pelo menos quartas de final em todos os torneio de Grand Slam desde o começo de 2010, e fez a decisão do US Open 2017. A americana de 25 anos acumula 19.052 pontos.

15ª - Sloane Stephens

Foto: Divulgação/WTA
Foto: Divulgação/WTA

Stephens, 27 anos, venceu a edição de 2017 do US Open, seu maior feito na década atual, além de ter ido à decisão de Roland Garros no ano seguinte. A americana possui mais de 20.000 pontos acumulados e ocupa atualmente a 37ª posição no ranking.

14ª - Anastasia Pavlyuchenkova

Foto: Divulgação/WTA
Foto: Divulgação/WTA

Um dos principais nomes russos, Pavlyuchenkova é dona do 30º posto do circuito atualmente e sempre é um dos nomes que podem surpreender nos torneios importantes. Desde o início da década, a russa de 28 anos conquistou 12 títulos no tour e conta com 20.662 pontos acumulados.

13ª - Carla Suárez Navarro

Foto: Divulgação/WTA en Español
Foto: Divulgação/WTA en Español

Ela tem atualmente 20,932 pontos acumulados. A espanhola de 31 anos havia anunciado que aposentaria no final de 2020, mas adiou por conta da pandemia de Covid-19. Atualmente, Suárez Navarro ocupa a 68ª posição no ranking WTA. Ela conquistou três títulos em 10 finais de simples na década - ela participou de 11 decisões na carreira.

12ª -  Svetlana Kuznetsova

Foto: Divulgação/WTA
Foto: Divulgação/WTA

Kuznetsova tem sido um nome ativo no tour desde a década passada, mas conseguiu se manter entre as melhores até a década atual, nos dias de hoje, mesmo com várias lesões. Número 32 do mundo, a russa possui 20.974 desde o início de 2010. A veterana de 34 anos, que já foi número dois do mundo, tem seis títulos em 12 finais na década.

11ª - Sara Errani

Foto: Divulgação/WTA
Foto: Divulgação/WTA

Atualmente fora do top 150, Errani, 33 anos, possui 21.790 acumulados desde o início da década. O maior feito da italiana foi ser vice-campeã na edição de 2012 de Roland Garros - a italiana ex-número cinco do mundo acabou perdendo para a russa Maria Sharapova na ocasião.

10ª - Venus Williams

Foto: Divulgação/Western & Southern Open
Foto: Divulgação/Western & Southern Open

Os sete títulos de Grand Slam da americana vieram antes da década atual, mas isso não impediu Venus de entrar no top 10 de jogadoras com a maior pontuação acumulada desde 2010. Nos últimos 10 anos, a atual número 67 acumulou um total de 24.641 pontos. Ela é a mais velha da lista, com 39 anos. A ex-número um do mundo foi finalista do Australian Open, Wimbledon e WTA Finals em 2017.

9ª - Garbiñe Muguruza

Foto: Divulgação/WTA
Foto: Divulgação/WTA

Muguruza é atualmente número 16 do mundo, mas já chegou a liderar o ranking. A espanhola de 26 anos fez cinco finais de Grand Slam desde 2015 e venceu dois deles (Roland Garros 2017 e Wimbledon 2017). Apesar de adentrar o circuito principal apenas em 2012, a atual vice-campeã do Australian Open tem 26.056 pontos acumulados.

8ª - Elina Svitolina

Foto: Divulgação/WTA
Foto: Divulgação/WTA

Svitolina tem sido uma forte presença no top 10 nos últimos anos e já conquistou um total de 14 títulos WTA, sendo o WTA Finals 2018 o mais importante deles. A ucraniana de 25 anos tem 26.164 pontos acumulados desde o início da década e ocupa no momento o 5º posto no ranking.

7ª - Samantha Stosur

Foto: Divulgação/WTA
Foto: Divulgação/WTA

Stosur passou grande parte da última década dentro do top 50, e trouxe para a década atual boa parte de sua performance. Em 2011 venceu o US Open, seu maior destaque nos últimos 10 anos. Atualmente a australiana de 36 anos, que vem conseguindo grandes resultados no circuito de duplas, é a número 97 do mundo e tem 27.461 pontos acumulados.

6ª - Karolina Pliskova

Foto: Divulgação/WTA
Foto: Divulgação/WTA

Pliskova tem estado no top 10 desde 2016. Atualmente, a tcheca de 28 anos ocupa a terceira posição no ranking e tem acumulado 30.207 pontos desde 2010. Ex-número um do mundo e vice-campeã do US Open em 2016, ela tem 16 títulos e 28 finais neste período.

5ª - Victoria Azarenka

Foto: Divulgação/WTA
Foto: Divulgação/WTA

A mamãe bielorrussa tem enfrentado dificuldades nos últimos tempos, mas mesmo assim tem campanhas marcantes que a colocaram entre as cinco melhores. Duas vezes vencedora do Australian Open (2012 e 2013), Azarenka, 30 anos, possui 39,235 pontos acumulados desde o início da década. Ela é atualmente a #58 do ranking da WTA.

4ª - Angelique Kerber

Foto: Divulgação/Wimbledon
Foto: Divulgação/Wimbledon

Kerber tem sido o maior nome da Alemanha no tênis da década, entre homens e mulheres - desde 2010 foram três títulos de Grand Slam conquistados (Wimbledon, duas vezes, e um US Open). Além disso, a alemã esteve no topo do ranking por várias semanas. Atualmente número 21 do mundo, a alemã de 32 anos tem 41.090 pontos acumulados.

3ª - Simona Halep

Foto: Divulgação/Wimbledon
Foto: Divulgação/Wimbledon

Halep somou 44.590 pontos para conquistar a terceira posição na lista das que mais possuem pontos acumulados na década. A romena de 28 anos não sai do top 10 desde 2014, possui dois títulos de Grand Slam (Roland Garros 2018 e Wimbledon 2019), fechou 2017 e 2018 como número um do mundo e atualmente é a vice-líder do ranking WTA. No total, ela tem 37 finais e 20 títulos na década.

2ª - Petra Kvitova

Foto: Divulgação/WTA
Foto: Divulgação/WTA

Petra Kvitova, 30 anos, é um dos maiores exemplos de superação no esporte. A tcheca precisou trabalhar física e psicologicamente para continuar sendo uma das melhores do mundo após ser esfaqueada dentro de casa por um assaltante em 2016. Duas vezes vencedora de Wimbledon (2011 e 2014), a atual número 12 do mundo conquistou 44.590 pontos na última década. Ela nunca foi líder do ranking (posição melhor foi a #2), mas coleciona 26 títulos em 35 finais na década.

1ª - Serena Williams

Foto: Divulgação/WTA
Foto: Divulgação/WTA

Não surpreende que Serena seja a tenista com o maior número de pontos acumulados na década. A americana conquistou 11 títulos de Grand Slam apenas nos últimos 10 anos e acumulou um total de absurdos 66.308 pontos - quase 20.00 a mais que Kvitova, que ficou em segundo lugar na lista. Aos 38 anos, ela ocupa o nono lugar no ranking da WTA. Ela conquistou em janeiro deste ano, no WTA de Auckland, seu primeiro título desde que foi mamãe, em 2017: antes, foram cinco finais e cinco vice-campeonatos (Wimbledon 2018 e 2019, US Open 2018 e 2019 e Rogers Cup 2019).

VAVEL Logo