Guga comemora 20 anos do bicampeonato em Roland Garros
Foto: Divulgação/ATP

O ex-tenista Gustavo Kuerten comemorou 20 anos de sua segunda conquista em Roland Garros, nesta quinta-feira. Em 11 de junho de 2000, ele derrotou o sueco Magnus Norman na grande final do major francês e faturou o bicampeonato do maior torneio no saibro. Ele garantiu seu primeiro título três anos antes, em 1997, e viria a repetir a dose no ano seguinte, em 2001.

Guga utilizou sua conta do Instagram para relembrar o feito. O catarinense postou uma foto sua segurando o troféu, mencionou a emoção do momento da conquista e agradeceu o apoio de todos que estiveram junto a ele.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Parecia tão perto, tão perto, que dava pra sentir o gosto do troféu, de repente aqueles segundos se transformaram num mundo de distância e também emoções distintas e oscilantes, e justo esses sentimentos traziam a certeza que, independente do tempo necessário pra continuar correndo, lutando e vibrando, nós íamos conseguir, a conquista precisava ser nossa, aliás tudo isso já representava a vitória, respeito, dedicação, comprometimento, garra e superação já éram sinônimo do título, que ao final aconteceu e traz a maior recompensa, poder compartilhar com TODOS, ainda hoje, de algum jeito, de alguma forma ou maneira, transmitir, aquelas que são sim, as mais belas sensações, de alegria e felicidade e que JUNTOS alcançamos, MUITÍSSIMO OBRIGADO!!! #vamooo @rolandgarros #RG2000

Uma publicação compartilhada por Gustavo Kuerten (@gugakuerten) em

Guga iniciou sua caminhada até o título com excelência. Na primeira partida, contra o sueco Andreas Vinciguerra, já aplicou dois pneus e saiu logo de quadra após um rápido 3 a 0. O segundo adversário também não ofereceu muita resistência e mais uma vez apenas três sets foram jogados.

O desafio foi grande na terceira rodada, quando o brasileiro enfrentou Michael Chang. Mesmo em final de carreira, o norte-americano mostrou porque venceu 7 torneios Masters 1000, um Roland Garros (1989) e chegou à segunda posição do ranking (1996). Guga, porém, provou também porque terminaria aquele ano em uma posição ainda mais alta, no topo da ATP, e venceu por 3 sets a 1.

Kuerten teve um respiro na rodada seguinte, com outra vitória rápida, mas parou por aí. Das quartas de final em diante, o catarinense precisou lutar bastante em todos os jogos. Foram cinco sets em disputa tanto nas quartas quanto nas semis, primeiro contra o russo Yevgeny Kafelnikov e depois contra o espanhol  Juan Carlos Ferrero.

Por fim, veio a final. Guga venceu tranquilamente as duas primeiras parciais, por 6/2 e 6/3. Magnus Norman se recuperou no terceiro set e devolveu o 6/2. Ele ainda levou o brasileiro para o tiebreak na quarta etapa e quase conseguiu o empate, mas Gustavo Kuerten finalmente fechou a porta, com 8-6.

Diversas personalidades do esporte mundial também prestaram sua homenagem ao aniversário da conquista do catarinense através a internet. Entre eles, estiveram Larri Passos (ex-treinador do brasileiro), o duplista Bruno Soares e os técnicos de vôlei Bernardinho e Renan Dal Zotto.

VAVEL Logo