Em mais de duas horas, Djokovic confirma favoritismo contra Ruud e vai à final de Roma
Djokovic teve dificuldades, mas venceu (ATP/Divulgação)

O que se espera de uma partida encerrada em dois sets é que ela seja mais rápida que o normal. Neste domingo (20), #1 Novak Djokovic e #34 Casper Ruud deixaram claro que não necessariamente é assim. O sérvio fez dois sets a zero no norueguês, mas a partida teve longa duração.

Ao todo, foram 2h12 de jogo válidos pelo Masters 1000 de Roma. Os dois sets (mesmo o segundo, que teve parcial de 6/3, enquanto o primeiro foi 7/5 a favor do número um do mundo) duraram mais que uma hora.

Erros fatais

O ritmo da partida começou a esquentar no terceiro game, quando Djokovic teve o saque quebrado. No sexto, em 15 pontos (com direito a dois break points), o norueguês mostrou poder de reação sacando. 

O primeiro grande vacilo de Ruud, que disputava pela primeira vez uma semifinal deste nível, veio no décimo game. Quando sacava para fechar o set, perdeu o período - tendo dois set points à disposição e perdendo ambos. No 11º, em longos 17 pontos (em que o norueguês teve três break points), Djokovic confirmou o serviço.

No game seguinte, o segundo erro de Ruud. Em apenas cinco pontos, o sérvio quebrou o serviço do rival e fechou o primeiro set em 7/5.

Competitividade

No segundo set, tivemos apenas uma quebra de serviço - no sexto game, vencido por Djokovic. O período teve, porém, três grandes momentos - literalmente.

Três games tiveram grande número de pontos. O segundo teve 15 pontos, enquanto o terceiro teve 13. No oitavo, novamente, 15 pontos - com direito a dois break e match points da parte de Djokovic. O serviço, naquele momento, foi confirmado por Ruud. No seguinte, porém, o sérvio fechou a partida em 6/3.

O que vem por aí

Na final do Masters 1000 de Roma, Djokovic encara o vencedor do confronto entre #14 Denis Shapovalov e #15 Diego Schwartzman.

VAVEL Logo