Em jogaço de mais de três horas, Schwartzman vence Shapovalov e se garante na final de Roma
Foto: Divulgação/ATP

Em partida equilibrada que durou 3h15, a mais longa do torneio, de três sets com parciais de 6/4, 5/7 e 7/6(4), o #15 Diego Schwartzman venceu o #14 Denis Shapovalov e garantiu vaga na final de Masters 1000 de Roma, nestedomingo (20). Esta é a primeira final deste nível que o tenista argentino irá disputar - o último de seu país a disputar título foi Juan Martín del Potro que bateu Roger Federer em Indian Wells em 2018. 

Com esta vitória, Schwartzman entrou na lista como oitavo argentino a chegar em final de torneios de Masters 1000. Destes, apenas Guillermo Coria, David Nalbandian, Juan Martín del Potro e Guillermo Cañas se consagraram campeões.

Após a partida, Schwartzman comentou que estava muito feliz. “Eu acho que hoje foi uma partida muito maluca, foi realmente muito difícil para nós (ele e Shapovalov). Pelo meu lado, estou muito feliz porque eu venci”.

Para chegar à semifinal, Schwartzman venceu Rafael Nadal primeira vez em dez confrontos disputados entre os dois. O argentino tinha vencido apenas duas parciais em cima do espanhol antes de se enfrentarem nas quartas de final.

Em busca do título, Peque irá enfrentar o #1 Novak Djokovic, que vem de vitória em mais de duas horas sobre o #34 Casper Ruud. A decisão está marcada para segunda-feira às 12h.

O sérvio é o primeiro colocado como tenista que mais alcançou finais na categoria (52) seguido por Rafael Nadal (51). Roger Federer, que não joga mais nesta temporada, completa a lista na terceira posição com 50 finais. Se o número um for campeão, ele garantirá seu 36° título de Masters 1000 - desempatando assim com Nadal e ficando isolado em primeiro - e conquistará seu quarto título da temporada além de Dubai, Cincinnati e Australian Open.

VAVEL Logo