Muguruza sofre, mas vence Zidansek após longo terceiro set em Roland Garros
Foto: Divulgação/WTA

Em grand slams, torneios femininos de tênis possuem um máximo de três sets, mas em Roland Garros, o último set só acaba quando uma das tenistas abre dois games de diferença. Nesta segunda-feira (28), a #15 Garbiñe Muguruza venceu a parcial final por 8/6 em longo jogo diante da #82 Tamara Zidansek.

Em apenas três sets, a partida entre a eslovena e a espanhola durou 3h01. O jogo, por sinal, teve uma série de altos e baixos.

Equilíbrio

Logo no segundo game da partida, nos primeiros saques de Muguruza, foram nada mais, nada menos que 23 pontos - e o saque da hispano-venezuelana quebrado. O grau de exigência da partida, logo de cara, era exposto. 

Zidansek confirmou o 3/0 no game seguinte, mas, depois, Muguruza venceu cinco games seguidos. Quando poderia vencer, porém, entregou dois games para a rival - e, nessa história toda, foram três quebras de serviço. Com a eslovena sacando, entretanto, a campeã de 2016, mais uma vez, venceu. E, depois, fechou o primeiro set em 7/5.

Quebras

Desde o primeiro set, como ficou claro, saques quebrados eram uma constante. O segundo período da peleja, porém, escancarou tal fato. Em dez games, foram cinco serviços quebrados. 

Até o sexto game, foram apenas duas quebras - uma de cada tenista, nos terceiros e quartos games. Duas quebras, vieram na sequência, no sétimo e oitavo. Depois, Zidansek conseguiu confirmar o saque. Melhor ainda: a eslovena quebrou o saque de Muguruza no seguinte game, e fechou o segundo set em 6/4.

Viradas

Aproveitando o embalo, Zidansek começou o derradeiro set fazendo 3/0 - e quebrando o primeiro game sacando de Muguruza. A espanhola reagiu vencendo os três seguintes - e, inclusive, vencendo um momento da eslovena sacando.

O sétimo game, com incríveis 17 pontos (sendo três break points), teve vitória de Zidansek - e deu início a um período em que o serviço das duas jogadores foi, basicamente, respeitado. Em oito games, apenas uma vez uma das atletas quebrou o saque da adversária: Muguruza, no 13º. No seguinte, a melhor ranqueada fechou o set em improváveis 8/6.

O que vem por aí

Na segunda rodada de Roland Garros, Muguruza enfrentará #69 Kristyna Plískova, que venceu na estreia a #90 Viktoria Kuzmova.

VAVEL Logo