Pavic/Soares desperdiçam match points e perdem final em Paris para Aliassime/Hurkacz
Foto: Divulgação/Rolex Paris Masters

Não foi dessa vez que Bruno Soares conquistou o seu primeiro Masters 1000 de Paris. Ao lado do seu parceiro, o croata Mate Pavic, a dupla esteve muito perto de conquistar o título, mas desperdiçou cinco match points, tomou a virada e acabou com o vice-campeonato neste domingo (8).

Quem saiu sorrindo em Paris foram o canadense Félix Auger-Aliassime e o polonês Hubert Hurkacz, que não desistiram da partida e venceram por 2 sets a 1, com parciais de 6/7(3), 7/6(7) e 10-2. Esta é a primeira vez que a dupla jogou junto e já conseguem um grande título, o primeiro da carreira de ambos em duplas.

“Foi um jogaço, nós dominamos e tivemos cinco match points, mas escapou. Triste pela derrota, por ter jogado tão bem e ter deixado escapar, mas foi mais um grande resultado e mais uma final de Masters 1000”, disse Bruno Soares.

Os agora atuais campeões tiveram uma campanha de superação em todas as fases no torneio parisiense. Foram quatro vitórias contra cabeças de chave e todas no super tiebreak, o último set da partida em partidas de dupla.

A temporada de 2020 tem sido muito proveitosa para a dupla Soares/Pavic. Desde o retorno do tênis, após a paralisação por conta da pandemia, els foram campeões do US Open e vice em Roland Garros, dois Grand Slam.

Com o resultado conquistado em Paris, eles deixaram para trás Rajeev Ram e Joe Salisbury, que lideravam o circuito e assumiram a primeira posição no ranking de duplas na ATP.

A partir do próximo domingo, Bruno e Mate jogam o ATP Finals, em Londres, competição que reúne apenas as oito melhores duplas da temporada. Será o último torneio do ano e vai definir a melhor dupla de 2020. Soares e Pavic chegarão ao ATP Finals de Londres como líderes do ranking e assim serão os cabeças 1 da competição. O Brasil também terá a presença de Marcelo Melo e seu parceiro polonês Lukasz Kubot, que caíram na semifinal do Masters 1000 de Paris para Aliassime/Hurkacz.

VAVEL Logo