Muchova conquista grande virada sobre Barty e está nas semis do Australian Open
Foto: Divulgação/WTA

A #27 Karolina Muchova conseguiu um feito marcante para a sua carreira nesta terça-feira (16). Diante da dona da casa no Australian Open, a tenista garantiu vaga para a sua primeira semifinal de Grand Slam após derrotar a maior favorita ao torneio, a #1 Ashleigh Barty. O placar do jogo foi de 2 sets a 1, com parciais de 1/6, 6/3 e 6/2 após 1h51.

A vitória da tcheca foi de virada após um início muito ruim. Barty, que chegou até as quartas de final sem perder sets, fechou a primeira parcial em apenas 25 minutos e parecia se encaminhar pra fechar o duelo em dois sets quando abriu quebra à frente no começo da segunda etapa.

Quando a oponente tinha 2/1 e saque no segundo set, Muchova pediu para ir ao banheiro. Essa pausa foi fundamental para o seu retorno na partida, já que desde então, ela venceu 11 games e perdeu apenas três. Até o fim daquela etapa, a tcheca foi derrotada em somente mais um game, com duas quebras conquistadas, e igualou facilmente o marcador geral.

Barty não se encontrou mais em quadra depois da pausa. Muitos golpes foram para fora ou então pararam no meio da rede, com falta de confiança. Enquanto isso, Muchova entrou no jogo da oponente e fez o feitiço virar contra o feiticeiro, fazendo o que a australiana costuma fazer melhor: variação e angulação.

A número 27 do mundo utilizou muitas bolas profundas, slices e, principalmente, subidas na quadra para cortar o ritmo da outra. Somente na rede, ela disputou 23 pontos no total, e venceu 13. Seu aproveitamento de segundo saque também fez a diferença, com 63% contra 50% de Barty, cenário com o qual as duas jogaram em boa parte do tempo: 46% para a australiana e 43% para a tcheca.

Dessa maneira, a virada da desafiante se provou inevitável. Ela fechou o terceiro set em pouco mais de 40 minutos, assim como no segundo set, e garantiu a vitória por 2 a 1. Um triunfo surpreendente que sem dúvida não será esquecido.

Depois de derrotar a número um e chegar agora a uma semifinal inédita em Majors, a jovem de 24 anos vai em busca da final. Para isso, ela terá que derrotar a vencedora do confronto entre a #24 Jennifer Brady e a #61 Jessica Pegula, que também nunca disputaram uma decisão desse nível.

VAVEL Logo