Barty vence duelo de ex-campeãs contra Azarenka em Miami; Svitolina vira contra Kvitova
Ashleigh Barty venceu Viktoria Azarenka no WTA 1000 de Miami 2021 (WTA / Divulgação)

Atual detentora do título, #1 Ashleigh Barty passou pela tricampeã #15 Victoria Azarenka por dois sets a um nesta segunda-feira (29), em jogo válido pelas oitavas de final do WTA 1000 de Miami. A australiana anotou 6/1, 1/6 e 6/2, em 1h54.

No primeiro game, Barty precisou de dez pontos (e salvar um break point) para vencer. No seguinte, foram oito pontos para Azarenka triunfar. No quarto e no sexto momentos, a bielorrussa teve o saque quebrado - deixando caminho livre para, no sétimo, a australiana, em dez pontos, salvar dois break points para vencer o período por 6/1.

A australiana viu a sorte mudar rapidamente: nos quatro primeiros games do segundo set, quatro vitórias de Azarenka - o terceiro deles com 12 pontos e três break points salvos. Dali em diante, coube à europeia administrar a vantagem e vencer por 6/1.

Azarenka seguiu bem, quebrando o saque da adversária no segundo game do terceiro set - o que foi respondido logo na sequência, com a australiana, em oito pontos e dois break points, rejeitado a bielorrussa. O quarto e o quinto momentos foram bastante longos, com 14 pontos (e dois break points) cada - e serviços confirmados.

Dali em diante, entretanto, a bielorrussa perdeu os dois games que sacou (o último deles com dez pontos e três break points), deixando Barty vencer o período por 6/2.

Barty encara mais um bielorrussa nas quartas de final do Miami Open. A adversária será a #8 Aryna Sabalenka, que vem de vitória tranquila sobre a #20 Marketa Vondrousova.

Svitolina consegue grande resultado

De virada, #5 Elina Svitolina venceu #10 Petra Kvitova e conseguiu sua melhor vitória em termos de ranking no ano. Esta foi a terceira vez em dez confrontos que a ucraniana derrotou a tcheca. Ela anotou 2/6, 7/5 e 7/5, em 2h29.

O primeiro set viu Svitolina muito abaixo do que costuma jogar. No segundo game (primeiro sacado por ela), foram oito pontos para confirmar o saque. No momento seguinte, dez pontos (e dois break points salvos) para a tcheca vencer; no seguinte, a ucraniana foi rejeitada. Kvitova voltou a ter dificuldades no sétimo momento, mas confirmou o serviço; o mesmo não se pode dizer de Svitolina, que, após 12 pontos e três break points, teve o saque cortado pela atleta da Tchéquia, que venceu o período por 6/2.

Com games bastante curtos (cinco tiveram seis pontos, os maiores), o segundo set viu Kvitova sucumbir no 11º game, único quebrado. Svitolina venceu por 7/5.

O período decisivo foi bem diferente. Logo no primeiro game, 14 pontos e dois break points antes da tcheca ser rejeitada. No terceiro, novamente, oito pontos e novo serviço de Kvitova quebrado. No quarto (com oito pontos e um break point) e no sexto games, foi a vez de Svitolina ter o saque rejeitado. A partir do nono game, três momentos de saque quebrado (o último deles com catorze pontos e três break points) para, no fim, a ucraniana fechar o set decisivo com 7/5.

Svitolina agora enfrenta a #57 Anastasija Sevastova, que acabou com o embalo da #338 Ana Konjuh nas oitavas de final.

VAVEL Logo