Kvitova e Osaka são eliminadas na estreia em Roma; Muguruza vence de virada
Zvonareva derrubou Kvitova em duelo de ex-líderes do ranking (Foto: Divulgação/WTA)

Em um confronto que não acontecia desde 2011, a #10 Petra Kvitova foi eliminada na segunda rodada do WTA 1000 de Roma pela qualifier #112 Vera Zvonareva. A russa derrubou a tcheca em partida de 2h25, parciais de 6/4, 3/6 e 6/4, nesta quarta-feira (12).

A russa, que se afastou do esporte por alguns anos, conquistou sua maior vitória desde 2010. No confronto direto entre as duas ex-vice-líderes do ranking mundial, Zvonareva agora lidera com quatro vitórias em sete confrontos.

Com a derrota precoce, Kvitova vai deixar o top 10 na próxima atualização do ranking, caindo no mínimo para o 12º posto. Já Zvonareva segue para enfrentar a #9 Karolina Pliskova, que vem de vitória sobre a #47 Anastasija Sevastova.


Outra favorita que caiu logo na estreia foi a #2 Naomi Osaka. A japonesa perdeu para a #31 Jessica Pegula em dois sets, parciais de 7/6(2) e 6/2, em 1h30. A japonesa chegou a ter três set points na primeira parcial, mas acabou desperdiçando e não se encontrou depois disso.

Esta é a quarta vez que Osaka disputa o torneio e apenas em 2019 ela superou a estreia - caiu nas quartas de final naquele torneio. Tetracampeã de Slams em quadra dura, a japonesa nunca chegou à uma final de torneios de saibro.

Pegula encara nas oitavas de final a #33 Ekaterina Alexandrova, que avançou após W.O. da #13 Jennifer Brady.

Muguruza busca virada e fica perto do top 10

Em partida de altos e baixos, a #12 Garbiñe Muguruza superou a qualifier #69 Bernarda Pera de virada e se garantiu nas oitavas de final. A ex-número 1 do mundo anotou 2/6. 6/0 e 7/5, em 2h02.

Muguruza não conseguiu confirmar seu saque nenhuma vez na primeira parcial e recebeu atendimento fora da quadra no intervalo para o segundo por causa de dores na coxa. Ela voltou com tudo, aplicou um 'pneu', mas Pera resistiu.

A estadunidense chegou a ter duas quebras de vantagem no set final, sacando em 4/1, mas perdeu seis dos últimos sete games e viu a espanhola avançar.

As duas vitórias em Roma praticamente garantem Muguruza no top 10 pela primeira vez desde 2018 - a única possibilidade de isso não acontecer é com a espanhola eliminada antes das quarta de final e com o título de Iga Swiatek.

A próxima adversária de Muguruza no Internazionali BNL d'Italia é a bicampeã #6 Elina Svitolina, que também vem de vitória de virada sobre uma estadunidense, a #39 Amanda Anisimova. A ucraniana lidera o confronto direto com seis vitórias em 11 encontros.

VAVEL Logo