De virada, Djokovic derrota Tsitsipas e é bicampeão em Roland Garros
Novak Djokovic venceu Stefanos Tsitsipas em Roland Garros 2021 (Divulgação/Roland Garros)

"Segundo", normalmente, não é uma palavra algo bem vista por atletas. Neste domingo (13), entretanto, ser segundo trouxe muita alegria para o #1 Novak Djokovic. Após cinco sets, o sérvio foi o campeão de Roland Garros 2021, vencendo #5 Stefanos Tsitsipas na final. Pela segunda vez o tenista foi campeão do torneio francês, com o primeiro título em 2016; foi, também, o segundo Slam vencido pelo atleta em 2021 - o primeiro foi o Australian Open.

Em extenuantes 4h12, Djokovic começou perdendo: 7/6 (com 8-6 no tie-break) e 6/2 a favor do grego. Depois, a virada se consolidou com 6/3, 6/2 e 6/4. Este foi o oitavo confronto entre os dois, e a sexta vitória do sérvio.

Virada épica

O primeiro game da partida já deixou claro o quanto a peleja seria bem disputada. Tsitsipas precisou de 14 pontos, recusando dois break points, para vencer. Sem quebras de saque até então, as emoções voltaram no décimo momento, quando Djokovic precisou de oito pontos para vencer (recusando um break e um set point); nos dois momentos seguintes, duas quebras de saque - e tiebreak logo após.

O grego começou o desempate abrindo 4-0, mas o sérvio chegou a abrir 6-5 na sequência. Mas, depois, três pontos seguidos do estreante em finais acabaram a contagem em 7/6, com 8-6 no tiebreak.

Melhor do mundo, Novak Djokovic sentiu o golpe do período perdido. Sacando no primeiro game do segundo set, o sérvio teve o serviço quebrado - ele obrigou o rival a oito pontos no game seguinte, mas o grego venceu. No sétimo momento, o cabeça de chave 1, de novo, foi rejeitado após o terceiro break point do adversário. No final, 6/2 a favor de Tsitsipas.

O grande momento do terceiro set foi o quarto game: depois de longos dezoito pontos, Djokovic aproveitou o quinto break point para quebrar o saque do grego. Com o restante dos games com poucos pontos, coube ao número um do mundo fechar a contagem em 6/3.

Empolgado, Djokovic arrancou muito bem no quarto set. Ele quebrou o saque de Tsitsipas no primeiro e no terceiro games (no último da sequência, após dezesseis pontos e aproveitando o terceiro break point), caminhando para uma tranquila vitória por 6/3.

No último set de todo o torneio, Tsitsipas voltou a apresentar instabilidade. No primeiro e no terceiro games, dez pontos - e, mais uma vez, no final da sequência, ele foi rejeitado. No sétimo e no nono momentos, foram oito pontos (incluindo, no sétimo, dois break points salvos pelo grego).

No décimo game, Djokovic teve dois match points e, depois de oito pontos, sagrou-se bicampeão de Roland Garros, também conquistando o segundo Slam da temporada e o 19º da carreira - um a menos que Nadal e Federer, maiores vencedores da história.

VAVEL Logo