Azarenka passa por compatriota Sasnovich em Indian Wells; Krejcikova fica pelo caminho
foto: Divulgação/BNP Paribas Open

Embalada após vencer Kvitova, a ex-número 1 do mundo, a #32 Victoria Azarenka, não teve muitas dificuldades em passar por sua compatriota #100 Aliaksandra Sasnovich nas oitavas de final do WTA 1000 de Indian Wells. Em pouco mais de 1h30 de partida, ela fechou o jogo em apenas dois sets, parciais de 6/3 e 6/4, nesta terça-feira (12).

Em uma primeira parcial com quatro quebras ao todo, Azarenka se deu melhor, contando com um baixo número de erros não-forçados, Sasnovich tentava de segurar no set com um bom saque, principalmente quando conseguia colocar o primeiro serviço em quadra, porém, prevaleceu a excelente devolução e um ótimo forehand de 'Vika', que fechou em 6/3

O segundo set começou com uma Azarenka mais errática em seu serviço, com dificuldade de colocar o primeiro saque em jogo, mas nada foi suficiente pra tirar o controle do jogo das mãos da campeã de Indian Wells em em 2012 e 2016.

Com três quebras ao longo do set, Azarenka sacou para fechar a partida em 5/3, porém teve seu saque rejeitado, conseguindo fechar a partida somente no game seguinte, onde conseguiu roubar o serviço da adversária e finalizar o jogo.

Azarenka segue seu caminho pelo tricampeonato do BNP Paribas Open e encara agora nas quartas a #24 Jessica Pegula, que também vem embalada após passar com facilidade pela #7 Elina Svitolina, com duplo 6/1.

Cabeça de chave 3, Krejcikova para em Badosa

Em apenas 1h25 de partida, a #27 Paula Badosa confirmou a boa fase e despachou a atual campeã de Roland Garros, a #5 Barbora Krejcikova nas oitavas em Indian Wells. Ela anotou 2 sets a 0, pariciais de 6/1 e 7/5. Essa foi a segunda vitória da espanhola em dois confrontos entre elas, a segunda por 2 a 0.

Badosa começou o jogo de forma avassaladora, sem dar brechas a adversária, se impôs e começou a mandar na partida logo no início com uma quebra. Na reta final, engatou uma sequência de quatro games consecutivos e fechou o set em 6/1. Ela teve 79% de pontos conquistados no primeiro serviço, além de ter salvo três break points

O segundo set se manteve equilibrado do começo ao fim, tanto nos números, como em quadra. Krejcikova levava perigo quando colocava o primeiro saque em jogo. A partida chegou empatada em 5/5, se encaminhando pro tiebreak, quando, no último game do set, Badosa com devoluções surpreendentes, conseguiu um break de 0-40 e garantiu a vitória.

Com a derrota de Krejčiková, o WTA 1000 de Indian Wells não terá nenhuma representante do top 10 entre as oito melhores jogadores do torneio.

Após seu terceiro triunfo sobre uma tenista do top 5 na carreira, Badosa terá agora pela frente a #15 Angelique Kerber, ex-número 1 do mundo e finalista do torneio na última edição, em 2019. A alemã vem de vitória tranquila sobre a #47 Ajla Tomljanovic.

VAVEL Logo