Barty passa fácil por Pegula e vai pela segunda vez às semis do Australian Open
Foto: Divulgação/WTA

Com mais uma performance intocável, a #1 Ashleigh Barty despachou a #21 Jessica Pegula e se garantiu nas semifinais do Australian Open 2022. A dona da casa anotou 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 6/0, em apenas 1h04, nesta terça-feira (25), na Rod Laver Arena. Barty perdeu, em cinco partidas no torneio até agora, apenas 17 games.

Este foi o segundo confronto entre elas, e a segunda vitória de Barty. A líder do ranking só enfrentou um break point em toda a partida e manteve seu incrível retrospecto no saque durante o torneio - uma quebra no serviço em cinco partidas até agora. A australiana cometeu alguns erros não-forçados por causa de algumas trocas mais longas, mas, na maioria da partida, Pegula não foi consistente o suficiente para incomodar a número 1 do mundo.

Disputando as quartas em Melbourne pelo segundo ano consecutivo, a estadunidense teve apenas sete winners, dez a menos que Barty, e 26 erros não-forçados, quatro a mais que a australiana. Além disso, Pegula teve problemas com seu serviço, vencendo apenas 57% dos pontos com o primeiro saque e 31% com o segundo.

Pegula foi quebrada logo no game de abertura da partida, após abrir 40-0, e nunca conseguiu liderar. Ela teve o único break point no quarto game, mas não aproveitou e, no total, perdeu os últimos nove games do jogo. Barty foi ainda mais precisa no segundo set e, com apenas quatro pontos perdidos no saque, despachou a estadunidense.

O que vem por aí

Barty está nas semis do Australian Open pela segunda vez na carreira - em 2020, ela caiu para a eventual campeã Sofia Kenin.

Em busca de seu terceiro título em Majors, australiana enfrentará nas semifinais uma tenista do Estados Unidos pela terceira vez consecutiva no Aberto da Austrália. Após bater Anisimova e Pegula, a número 1 do mundo agora encara a #51 Madison Keys, que vem de nove vitórias seguidas, a última sobre a #4 Barbora Krejcikova, com parciais de 6/3 e 6/2.

As duas já se enfrentaram três vezes, com duas vitórias de Barty. O último confronto foi em Roland Garros 2019, nas quartas de final, quando a australiana venceu. A coincidência é que nesta campanha em Paris, quando a atual líder do ranking venceu seu primeiro Slam, ela também bateu Pegula e Anisimova.

VAVEL Logo