Collins despacha Swiatek, garante entrada no top 10 e vai à primeira final de Slam na carreira
Foto: Divulgação/WTA

Com uma atuação impressionante, a #30 Danielle Collins não deu chances para a #9 Iga Swiatek e garantiu vaga à decisão do Australian Open 2022 nesta quinta-feira (27). A estadunidense, que já havia disputado semifinal em Melbourne há três anos, anotou 2 sets a 0 diante da polonesa, com parciais de 6/4 e 6/1, em 1h19, na quadra central Rod Laver Arena.

Swiatek não teve respostas para a potência e a precisão nos golpes de Collins. A polonesa, campeã de Roland Garros 2020, teve 13 erros não-forçados, o mesmo número da estadunidense, que somou, porém, 27 winners, contra 12 da rival.

Nas duas parciais, Collins abriu 4/0. Na primeira, Swiatek reagiu e chegou a salvar três set points com a estadunidense servindo em 5/2, mas, na segunda chance que teve para sacar para o jogo, a cabeça de chave 27 não desperdiçou.

No segundo set, Swiatek sofreu ainda mais com a devolução de Collins. A polonesa só venceu 1/9 pontos com o segundo saque - 3/21 no total - e 6/12 com o primeiro. Sob constante pressão, a polonesa não encontrou alternativas e viu a rival atropelar, anotando 6/1 em meia hora e garantindo vaga à decisão em Melbourne.

Entrada inédita no top 10

Com a campanha em Melbourne, Collins vai se tornar, pela primeira vez, a tenista número 1 dos Estados Unidos e garante entrada inédita no top 10 do ranking mundial.

Esta será apenas a terceira final de Collins, 28 anos, no circuito da WTA. Em 2021, ela venceu as outras duas que disputou até hoje, em Palermo e San José.

O que vem por aí

Collins encara na decisão a #1 Ashleigh Barty, que não perdeu nenhum set no torneio e vem de vitória sobre a #51 Madison Keys. As duas já se enfrentaram quatro vezes, com três vitórias da australiana. No último confronto, porém, em Adelaide 2021, a estadunidense venceu em sets diretos.

VAVEL Logo