Em final dramática, Fernandez vence Osorio e é bicampeã do WTA de Monterrey
Foto: Divulgação/Abierto GNP Seguros

O WTA 250 de Monterrey foi definido como uma partida digna de final. Em uma batalha dramática de 3h06, protagonizada pela canadense #21 Leylah Fernandez e pela colombiana #44 Camila Osorio,, quem prevaleceu foi a atual campeã. Fernandez garantiu o segundo título do torneio  de virada, com parciais de 6/7, 6/4 e 7/6.

Foi o segundo título de WTA de Leylah, ambos em Monterrey, em três finais. Já Osorio ficou com o segundo vice após ser campeã em casa, em Bogotá, no ano passado.

Houve muita igualdade em quadra, influenciada pelo estilo de jogo parecido de ambas. Osorio venceu o primeiro set apenas no tiebreak. Ela ficou atrás do placar com uma quebra de desvantagem desde o início da partida até o nono game, quando Leylah sacava para vencer a parcial. A colombiana conseguiu a quebra e virou a parcial, vencendo no game desempate.

Aproveitando melhor as oportunidades que teve, Fernandez terminou o segundo set com duas quebras contra uma de Osorio. A vantagem mínima foi o suficiente para a canadense fechar a parcial em seu saque no décimo game, após sair perdendo de 0-40, salvar três break points e fechar em 6/4 levando o jogo ao decisivo terceiro set.

A terceira parte do embate marcou o ápice do encontro. Com seu jogo fulminante e sufocante, Osorio tratou de abrir rapidamente 4/1 tendo uma quebra de vantagem.

Fernandez, porém, reagiu. Ela teve paciência para por 4/4 no placar e deixar o confronto em igualdade, mas, apesar de estar empatado, a partida sempre esteve mais perto de terminar com um final feliz para a colombiana, que teve um um match point no décimo e outros quatro no 12º, todos desperdiçados.

No 12° game, um momento para deixar a decisão ainda mais dramática. Durante um ponto no 40-40, as luzes da quadra piscaram e Osorio ganhou o ponto, que lhe deu um dos match points desperdiçados. Fernandez queria que o ponto fosse jogado novamente, mas o juiz não acatou a reclamação. Depois disso, a partida ficou parada por dez minutos para o restabelecimento total da energia.

No retorno, Fernandez se impôs e, assim como em vários outros momentos, soube se portar melhor e marcou 7-3 no desempate, assegurando o bicampeonato do Abierto GNP Seguros.

VAVEL Logo